RSS
 

Arquivo para a ‘Search engines’ Categoria

O risco científico e o "Big Data"

09 Apr

As grandes pesquisas em computação estão sevoltando para grandes volumes de dados, o chamado Big Data, conforme notícia do New York Times.

A Universidade de Columbia, para “debutar” seu novo Instituto de Ciências e Engenharia de Dados, realizou na última sexta-feira (05/04) um simpósio de um dia inteiro intitulado “Do Big Data às Big Ideias”.

O instituto é uma junção de centros interdisciplinares, para a segurança cibernética, análises financeiras, análises de saúde, novas mídias e cidades inteligentes.

Diversas análises sobre conjunto de tecnologias chamado Big Data, com novos dados e novas ferramentas de inteligência artificial, que poderão realmente transformar as indústrias, como novas capacidades de previsão.

O simpósio, “Do Big Data Para Big Ideas”, foi, principalmente, uma celebração da promessa da tecnologia nos campos de cuidados de saúde ao transporte, com apresentações de Columbia professores e cientistas da computação de empresas como Google, Facebook, Microsoft e Bloomberg.

Os perigos de privacidade e vigilância de Big Data também surgiram de passagem, mas durante uma seção de perguntas e respostas de um painel, o oficial de informações da Google, Ben Fried, expressou um receio. “Minha preocupação é que a tecnologia está muito à frente da sociedade”, disse Fried disse. “Há perigo”, ele sugeriu, “que apenas uma elite técnica entender Big Data e suas implicações, com o risco de uma tecnologia de fuga ou uma rejeição do público”.

 

Google Maps View para a concorrente

04 Oct

A versão do Google Maps com visão das ruas é bastante limitada nos smartphones e não funciona no sistema iOS da Apple, agora está sendo anunciada uma versão disponível também para os dispositivos móveis.

A notícia vem do site AllThingsD , assim os antigos Google Maps agora poderão acessar também o serviço do Street View (o bonequinho que aparece ao lado da ampliação/redução, o + e -) e deve ser feito nesta quinta-feira.

A Apple tentou lançar seu próprio aplicativo de mapas, mas foi um fracasso e agora recebe este “presente” de sua concorrente, que desenvolve as versões de Android, já que este tem sido o maior concorrente para suas versões de iPhone.

A Google deve anunciar algumas melhorias, como caminhos para ciclistas, salvamento de mapas para uso off-line e maior precisão na marcação de pontos, além da evoluções dos já conhecidos mapas 3D.

 

Pesquisadores fazem buscas por imagens

19 Sep

“Sistemas de busca, visualização e informação são extraordinariamente versáteis, do ponto de vista profissional, e eles são extremamente úteis para os seus clientes “, comenta um dos autores do trabalho, o professor Antonio Perianes, da Biblioteca da Universidade Carlos Terceiro e do Departamento de Ciência da Informação (Departamento de Biblioteconomia y Documentación), da Universidade Carlos III, na Espanha.

Ele explicou, segundo notícias no site Science Codex, que buscando as contribuições na Web Semântica, e graças à enorme quantidade de trabalhos taxonômicos que são usados com uma terminologia menos ambígua, e ainda a introdução de alguns metadados específicos (como as coordenadas GPS), permitem estas buscas baseadas em sentimentos, ideias ou cores predominantes, algo que teria sido implausível apenas alguns anos atrás.

O estudo realizado por estes pesquisadores, foi recentemente publicado na revista científica ‘El Profesional de la Información ” (profissional da informação ), e analisou este tipo de sistema de busca e visualização para estabelecer o perfil e as características básicas que qualquer banco de imagens comercial deve apresentar aos seus clientes, independentemente de seu tamanho.

Segundo este pesquisador “temos procurado estabelecer os requisitos mínimos necessários que um programa de pesquisa destas características deve conter, a fim de aproveitar ao máximo os materiais que estão devidamente descritos e armazenados no sistema, tornando mais fácil para os clientes e usuários a localizar e usá-los “, explicam os pesquisadores.

Ele preenche um vazio que existe em especializado literatura com relação às agências de fotografias e as suas características técnicas. “É surpreendente ver mais artigos sobre este tipo de organização na imprensa econômica do que em revistas acadêmicas ou profissionais, apesar de suas elevadas vendas líquidas anuais”.

 

Google melhora o site e lança rede social

30 Jun

Com objetivo de melhorar ainda mais o relacionamento com os usuários, o Leia o resto deste post »

 

Três formatos novos para revistas de acesso aberto

10 May

Revistas científicas de acesso aberto cresceram exponencialmente nos últimos 3 anos, chegando ao número de 6500 revistas segundo Leia o resto deste post »

 

Google investe em energia limpa

12 Apr

O Google anunciou que investiu US $ 168 milhões para ajudar a concluir a construção em uma das maiores usinas de energia solar do mundo, no deserto californiano de Mojave. 

Segundo afirmou Needham Ricke em um post do Google, a planta está sendo desenvolvida pela BrightSource Energy iniciada em outubro de 2010, e vai gerar 392 megawatts brutos (MW) de energia solar limpa quando ela for concluída em 2013 (só para comparação, cada turbina da brasileira Itaipú gera em torno de 700 MeW). 

Needham que é diretor do Google para as operações de negócios verdes afirmou: “Isso é o equivalente a mais de 90.000 carros nas ruas durante a vida útil da usina, projetada para durar mais de 25 anos”, ou seja a humanidade tem alternativas limpas para energia. 

Outro negócio que já estava anunciado foi a ajuda a construir o AWC (Atlantic Wind Connection) em toda a costa atlântica dos Estados Unidos, vai passar por cerca de 350 milhas ao longo da costa de New Jersey e Virginia e foi iniciada em outubro de 2010, no blog oficial da Google

Ela poderá se gerar até 6.000 MW nas turbinas eólicas, isso é equivalente a 60% da energia eólica que foi instalado em todo o país ano passado e suficiente para servir cerca de 1,9 milhões de dmicílios (a usina polêmica brasileira de Belo Monte gerará cercade 11 mil MW, mas é ecologicamente incorreta). 

O Mountain View, do Google com sede na Califórnia disse que o investimento traz BrightSource investimento total da empresa em projetos de energia limpa, para US $ 250 milhões. 

No último domingo (10/4) cerca de 2000 pessoas protestaram no Japão contra a energia nuclear, o incidente de Fukushima agora é anunciado no nível 7 equivalente a Chernobyl, mas a insensatez e a megalomania de nossos
governantes, pressionados pelos lobbies, querem nos fazer crer que não há perigo “no nosso caso”.
 

 

 

 

Firefox 4 está chegando

29 Mar

Em apenas 3 horas após o lançamento no dia 21/03 o navegador Firefox 4 chegou a um milhão de downloads e ultrapassou em uma semana a marca dos 40 milhões.

Assim como o Chrome e o Internet Explorer 9, o novo navegador Firefox se livrar do tradicionais “Arquivar”, “Editar” História “, no menu superior da tela,  e fazer algo mais simples para mostrar o está disponível no site real em que se navega.

No modelo chamado interface sweepingly (prontamente), a maioria destas funções continuam, mas de botões diretos no canto superior esquerdo da tela. Ao clicar neste botão abre um menu com todas as configurações mais comuns e funções, incluindo impressão, marcadores e História.

Outra opção mais conveniente sobre o botão Firefox é um acesso em clique à lista de todos os arquivos que foram baixados pelo Firefox, uma opção que estava confusa escondida na opção “Ferramentas” do Firefox 3.

E se é bom ter todas as funções mais comuns em um menu, que acrescenta um passo pesado extra para as opções menos comuns, como zoom in ou out de uma página, visualizar o código do local de origem, abrindo um site salva, ou mudar a fonte do texto do site ou tamanho. Essas funções foram shoveled em “Opções” em separado no menu que é mais complicado de navegar do que antes.

De modo semelhante também o Histórico exige agora clicando no botão Firefox, e depois abrir o menu Histórico, em vez de apenas clicando no botão Histórico no Firefox 3.

Alguns destes são os mesmos problemas que IE9 e o e o Chrome enfrentaram, então nada é exclusivo a este respeito para o Firefox 4, mas para aqueles que usaram o Firefox 3 nos últimos três anos poderão achar um pouco incômodo no início.
Como acontece com qualquer atualização de software, não estão vinculados a algumas dores totalmente prontos, mas o novo Firefox é mais agradável visualmente, incorpora recursos aos adeptos do Open Source.

 

Serão os vídeos na Web finalmente indexados ?

28 Mar

Seis anos depois de venderem o site de vídeo de maior sucesso, Chad Hurley e Steve Chen estão  considerando novas idéias.

Em uma palestra no Museu Nacional de Design Cooper-Hewitt em Manhantan (New York) perguntados por um membro da audiência o que os dois poderiam estar planejando, Hurley, 34 anos, normalmente muito reservado, soltou que eles estão olhando o que poderia ser feito com os “componentes básicos que cada site precisa sair do que hoje e ainda só o chão” Outra idéia, ele disse que brincou com algum tempo tem a ver com vídeos de indexação segundo o site do CNet News.

Os empreendedores de risco do Vale do Silício estão, usando mais os seus talões de cheque, sendo o YouTube uma das histórias mais conhecidas de sucesso pois tornou-se enraizado na nossa cultura.

Muitas vezes rejeitado pelos críticos como um lugar para vídeos engraçados para animais de estimação e pegadinhas, o YouTube é agora um arquivo de vídeo, ferramenta de ensino, o local que até cantores, políticos e revolucionários usam, como na Tunisia, chamada de Revolução de Jasmim  pelo jornal The Guardin.

Como se tornou uma fonte de informação vital para pessoas em todo o mundo, a maneira de documentar videos é questionada.

Hurley estava na Cooper-Hewitt para discutir design, pois estudou na faculdade e foi ele que desenhou o logotipo original do YouTube, e ainda o logotipo do seu primeiro empregador, o PayPal.  Ele também projeta carteiras, camisetas e jaquetas para a Hlaska, uma empresa de moda que ele co-fundou.
Em outubro de 2006, o Google comprou o YouTube por US $ 1,65 bilhões. e E Hurley  teria embolsado mais de US $ 340 milhões de dólares da venda, tornou-se gerente do YouTube onde ficou até final do ano passado, quando ele se mudou para um papel consultivo, substituido pelo entao vice-presidente de aplicativos Salar Kamangar, hoje o chefe do YouTube.

 

Novo método que rastreia idéias e mede impacto

23 Oct

O Departamento de Computação  de Princeton é famPesquisadores de Princetonoso por ter tido em seus quadros 3 grandes pioneiros da Leia o resto deste post »

 

Google street view começa a flagrar o Brasil

07 Oct

Cenas engraçadas, perigosas, pitorescas e do dia a dia já podem ser vistas Leia o resto deste post »