RSS
 

Arquivo para a ‘Computação Gráfica’ Categoria

A animação no oriente

10 Jul

Ainda que cresçam os vídeos de internet e a disponibilização de filmes em canais Narutopagos e sites aluguel online como o Netflix, o cinema ainda mostra vigor mesmo em países onde a tecnologia é de ponta, caso do cinema japonês, com a bilheteria de “Your Name” (Kimi no na wa), que chegou a 180 milhões de espectadores em 2016.

O que deve ser olhado é a mudança de linguagem, e o morfismo dos personagens, mais humanos, que também não estão longe dos famosos (entre os jovens) desenhos, podem-se citar Digimon Adventure, Naruto, Pokémon, Sailor Moon, Cowboy Bebop, Dragon Ball Z, Dragon Ball GT, Os Cavaleiros do Zodíaco, Sakura, Hamtaro, Digimon, Beyblade e Inuyasha.

Além dos já famosos desenhos de mangá, os desenhos dos filmes animados são muito coloridos, ricos em detalhes, com roupas elegantes, mas originais, e embora as histórias sejam irreais (não confundir com virtuais), os heróis cuidam das cidades e valorizam a imaginação com poderes especiais, que atraem crianças e adolescentes, num mundo carente de utopias e fantasias, não é de se imaginar o porquê de tanto sucesso.

O filme, Kimi no na wa (Seu nome), faturou cerca de 76 milhões de dólares na China, desde a estréia dia 2 de dezembro,

A distribuidora Toho do filme Kimi No Na Wa, disse que as vendas de bilheteria na China superaram os 9 bilhões de ienes, ou cerca de 76 milhões de dólares, desde a estréia no dia 2 de dezembro. 1 milhão de dólares na conservadora Tailândia.

Dirigido por Makoto Shinkai, conta uma história de amor de dois jovens do ensino médio, e que trocam de corpos, passando a viver uma aventura rica em fantasia e sentimentos, teve o lançamento no final de 2016 em 91 países, incluindo a França e Coréia do Sul, mas ainda sem data para o Brasil.

 

 

Arte digital, meditação e futuro

28 Jun

Uma das exposições mais radicais de arte digital foi feita por Nicolas Maigret e ThePirateCinemaBrenda Howell, intitulada “The Pirate Cinema”, usa trocas em sistema bit-torrente P2P e telas onde se exige o usuário que está baixando e as fontes dos filmes, com os IP (endereço de internet) mostrados nos cantos direitos de três telas, sendo o ambiente escolhido para o projeto de arte o “Torrente Freak”, e pode ser vista online pelo link da exposição (foto ao lado).

O conceito mais raso de arte digital é aquele que pode ser encontrado também no Wikipedia, que diz que é aquela produzida em ambiental gráfico computacional, também é citado lá a definição de Wolf Lieser, segundo o qual: “Pertencem à arte digital as obras artísticas que, por um lado têm uma linguagem visual especificamente mediática e, por outro, revelem as metacaracterísticas do meio”, esta mais ampliada que à anterior.

Mas ambas remente a um conceito bem mais complexo que lhe é anterior: o que é arte ? Haveria uma propósito metafísico, simbólico ou linguístico na arte ? ou algo mais ainda ?

Já esclarecemos a falsa dicotomia entre objetividade e subjetividade da arte, também a dicotomia utilidade e inutilidade, uma vez que esta depende somente da perspectiva de leitura, vejam a fonte de Duchamp, e ainda teria mais a questão de metacaracterísticas, dita acima, mas na verdade não são as características que são ultrapassadas, mas o próprio meio que é um metameio, isto é, podem acontecer de forma indireta todas as artes anteriores.

Exemplo destes metameios são as fotografias digitais imediatamente reveladas e facilmente trabalhadas por software, as edições de vídeos e a produção textual em qualquer estilo.

A questão da reprodutibilidade técnica da obra de arte deve-se entender que é anterior a era digital, a obra de Walter Benjamin, falecido em meio a segunda guerra mundial, já definia bem o novo perfil da arte anterior ao digital: “O extraordinário crescimento que os nossos meios experimentaram em suas habilidades de adaptação e precisão impõem significativas mudanças, em futuro próximo, à antiga indústria do belo”, citando Paul Valery em seu trabalho Pièces sur l’art (p. 103-104), portanto não é isto que difere a arte digital.

Talvez uma conotação ainda pouco compreendida destes metameios é a sua ubiquidade, ou seja, a multipresença, e isto poderá acelerar o processo de contemplação da arte, claro que alguns questionam se isto é arte, mas o tempo dirá que é e mais ainda o público crescente, como mostra a popularização por exemplo, da arte fotográfico, nos bilhões de usuários do Instagram, com fotos sem dúvida alguma artísticas, nem todas é claro, mas aos milhares.

Se a contemplação do belo leva a meditação então talvez seja um tempo de meditação, ainda que alguns possam dizer que é líquida, talvez porque não seja tão útil, mas usar bons vídeos ou imagens digitais para meditar pode ser útil.

 

Holografia chegou para ficar

23 Jan

Holografia já veio para ficar, já existem técnicas de projeção tanto como uso deHolografico cubos ou pirâmides de vidros com uso de óculos(holographic glass) ou sem vidros e sem óculos (no glass), tais como as fotos ao lado.

Como sempre é a agressiva indústria de games a que primeiro desponta com novas tecnologias, foi assim a realidade aumentada com os Pokemons, e agora a holografia com óculos e games no Windows Holographic VR headset (Virtual Reality) com o handset de 350 gramas, 200 gramas menos que o HTC VIVE, ambos em lançamento previsto para este ano.

As informações contidas no site especializado do The Verge, diz que o design é confortável do novo equipamento da Lenovo utilizando painéis OLED com resolução 1440×1440, mais definida que Óculos Rift, mas o protótipo levado ao último evento da CES 2017 não estava funcionando (rs).

Um detalhe apontado como importante é que seus sensores internos permitem que o equipamento seja usado caso seja necessário se ter uma câmera externa de detecção, isto não é pouca coisa, pois ambientes holográficos com imersão total podem surgir a partir daí.

O preço final especulado em alguns sites, entre eles o The Verge é que ficará próximo aos US$ 300, que aqui daria algo em torno dos R$ 1 mil reais, mas com os impostos sabe-se lá para o teto que vai.

 

Tecnologias significativas para Big Data

20 Set

Big Data ainda é uma tecnologia emergente, no ciclo que vai do surgimento de uma tecnologia até asxsw sua maturidade, se olharmos o hipociclo da curva de Gartner, veremos nela o Big Data na descendência desde o surgimento, até a desilusão, mas depois vem o ciclo da maturidade.

 

Para responder a questões propostas na TechRadar: Big Data, Q1 2017, um novo relatório foi produzido dizendo da 22 tecnologias de possíveis maturidades nos próximos ciclo de vida, entre as quais, 10 passos para “amadurecer” as tecnologias Big Data.

 

Na opinião desta pesquisa, os dez pontos que poderão, para incrementar o Big Data, são:

 

  1. A análise preditiva: soluções de software e / ou hardware que permitem que as empresas descobrem, avaliem, otimizem e implantem modelos preditivos através da análise de fontes de dados grandes para melhorar o desempenho dos negócios ou mitigação de risco.
  2. Serão necessários bancos de dados NoSQL: key-value, documentos e bases de dados gráfica.
  3. Pesquisa e descoberta de conhecimento: ferramentas e tecnologias para apoiar a extração de informações e novas perspectivas de auto-atendimento de grandes repositórios de dados não estruturados e estruturados que residem em múltiplas fontes, tais como sistemas de arquivos, bancos de dados, córregos, APIs e outras plataformas e aplicações.
  4. Fluxos de análises (analytics Stream): software que podem filtrar, agregar, enriquecer e analisar uma alta taxa de transferência de dados de múltiplas fontes de dados on-line díspares e em qualquer formato de dados (semi-estruturados).
  5. Análise persistente (In-memory) de “tecidos” de dados: permite o acesso de baixa latência e processamento de grandes quantidades de dados através da distribuição de dados através da memória de acesso aleatório dinâmico (DRAM), Flash, ou SSD de um sistema de computador distribuído.
  6. Arquivos de lojas Distribuídas: uma rede de computadores onde os dados são armazenados em mais de um nó, muitas vezes de forma replicada, tanto a redundância como desempenho.
  7. A virtualização de dados: uma tecnologia que fornece informações de várias fontes de dados, incluindo fontes grandes de dados, como a ferramenta Hadoop e armazenamentos de dados distribuídos em tempo real e ou tempo quase-real (pequenos delays).

Isto vai exigir as 3 ultimas etapas que a pesquisa sugere: 8. integração de dados: ferramentas para a orquestração de dados (Amazon Elastic MapReduce (EMR), Apache Hive, Apache Pig, Apache Spark, MapReduce, Couchbase, Hadoop, MongoDB), preparação de dados (modelagem, limpeza e compartilhamento) e a qualidade dos dados (enriquecimento e limpeza de dados em alta velocidade) serão necessários  e feito isto, poderá tornar o Big Data produtivo “fornecendo valores de algo de crescimento através de uma Fase de Equilíbrio”.

 

Realidade aumentada já nas escolas

23 Ago

A tecnologia usada pelo game Pokemon Go já está em muitas escolas deSmartChart

primeiro grau, a realidade aumentada tem sido utilizada para ensinar matemática e geometria.

 

O sistema usa um objeto feito em realidade aumentada e o software por meio de uma câmera faz aparecer na tela do computador um elemento 3D que os alunos podem acompanhar pela projeção da imagem na tela da parede.

 

Na sala real a professora está segundo apenas uma peça plana com desenho de um cubo, mas na projeção da tela aparece um elemento geométrico 3D, vendo a imagem construída é mais fácil que usar apenas a imaginação para compreender as operações geométricas.

 

O Colégio Bandeirantes da Vila Mariana na cidade de São Paulo (zona sul) já adotou a realidade aumentada e planeja usar o recurso num projeto multidisciplinar a partir de setembro.

 

Mas o objetivo vai mais longe com uma espécie de casa ao tesouro em todo o colégio, onde o estudante mira o tablete em códigos espalhados por diversos pontos do colégio e podem realizar atividades didáticas de modo mais lúdico.

 

O colégio Dante Alighieri, nos Jardins (zona oeste de São Paulo), mandou uma mensagem aos pais alertando o uso exclusivo do aplicativos e não outros “se a demanda não for estritamente pedagógica”, conforme publicado em jornais de São Paulo.

 

Um aplicativo para adultos é o Star Chart, disponível para Androids e iOS, quando aberto ele vê a a carta de estrelas apontando o smartphone ou table para o céu, o aplicativo irá informá-lo de que as estrelas ou planetas que você tem em certa direção, mesmo durante o dia quando as estrelas estão no céu são impossíveis de serem vistas, e ele pode ampliar até 10.000 anos luz, permitindo ver nebulosas e galáxias distantes.

 

 

Realidade Aumentada e Pokemon Go

09 Ago

RealidadeAumentadaChego na minha universidade para trabalhar e vejo um monte de estudantes andando sós ou em grupos de lá para cá, pensei tratar-se de nova greve, alguma prova de seleção para algum curso, mas eram o que já estão sendo chamados de pokébolas capturando Pokemons, mas a cena era nova e curiosa.

 

Desde a década passada há trabalhos e ambientes de realidade aumentada, pensava num uso mais produtivo, museus virtuais, estudos de física, química ou astrofísica; mas os games foram o primeiro grande uso, virou uma febre e que febre.

 

Disse-me um aluno que não é só sair poraí capturando Pokémons, encubando ovos, há várias táticas e mecânicas que podem tornar um jogador melhor que os outros.

 

Ele me resumiu assim: não disperdice pokebolas, pokemons com círculos amarelo em volta são muito fortes, procure pokemons diferentes em ambientes diferentes, capture pokemons repetidos que é mais fácil, e não precisa ficar com a câmera o tempo todo ligada.

 

Mas voltando a realidade aumentada, os congressos brasileiros na área existem desde o final do milênio passado no Brasil, o pioneiro Prof. Dr. Claudio Kirner me explicou que na verdade são 4 níveis: a realidade aumentada, a virtualidade aumentada e o ambiente virtual, como os Pokemons estão no primeiro nível podemos pensar que haverão no mínimo mais 3 evoluções.

 

O que vem por aí pode ser mais surpreendente ainda, então penso que isto veio para ficar.

 

A revolução fotográfica

21 Jun

A fotografia é um dos meios mais poderosos fotospara sublinhar a importância de um detalhe, fazendo o extraordinário ordinário, contar uma história, para surpreender, educar, rostos de documentos ou eventos, comunicar emoções e as emoções daqueles que os inspirou. Vale mais que mil palavras, nas palavras de Henri Cartier-Bresson: “As fotografias podem chegar a eternidade através do momento”.

 

Há fotos que são eternas como o memorável como o famoso beijo em preto e branco entre a enfermeira e o marinheiro Alfred Eisenstaedt, ou como os horrores da guerra contada em foto memorável em Nick Ut da menina napalm, se tornou um símbolo da Guerra do Vietnã, ou o retrato em 1966 Thomas Hoepker feito de Muhammed Ali, uma das imagens mais famosas de todos os tempos, uma foto pode ser eterna.

 

O Instagram tirou milhões do anonimato, o Brasil representa 7,25% dos mais de 400 milhões de pessoas que usam o aplicativo, número atingido em setembro do ano passado.

 

O Brasil, Japão e Indonésia são os locais onde as pessoas mais baixam o app, e isto faz o mercado ficar de olho, agora ainda mais com a proximidade das Olimpíadas.

 

O que poucos sabem é que o Brasil está na criação do Instagram, o paulista Mike Krieger ajudou KIevin Systrom, hoje CEO do Instagram a criá-lo quando ambos eram estudantes da Universidade de Stanford em outubro de 2010.

 

O Instagram significa a entrada do cotidiano anônimo no mundo das fotografias, como um prato de comida ou um vaso de flores.

 

Os memes como arte

03 Set

Enquanto os puristas ficam criticam e mal usando a internet,oPhotobombing pessoas bem intencionadas tentam por um pouco de humor e descontração na Web, existe muita gente tentando por bom humor, brincadeiras saudáveis e fazer bom uso da internet e da Web.  

O termo meme é uma ampliação do conceito de Richard Dawkings sobre um termo que ampliava a teoria de informações culturais em seu livro The Selfish Gene.  

Mas meme virou uma forma de pixação e em tempos de fanatismo político, isto se ampliou ainda mais e ao contrário de ampliar o conceito de informação cultura, o deturpa.

  Uma versão mais “light” de ilustração nas fotos da Web ficou conhecida no jargão da Web como “photobombing”, que no sentido negativo é arruinar uma foto por uma ação planejada ou mesmo acidental, mas que pode muito bem ser positiva, é o caso do artista Lucas Levitan.  

Suas intervenções curiosas e bem humoradas estão de acordo com aquele conceito de Dawkins.

 

Games e a tecnofobia

31 Ago

Os games que tem jogos violentos e games que pouco educam são uma realidade,ColetaSeletiva fazem milhões ao redor do mundo, mas também ocupam uma faixa etária e depois os jovens perdem o interesse, mas não a necessidade de interagir.

Uma área nova de estudos neste campo, que estuda também as redes sociais é a chamada fenomenologia da interação, embora haja muitos trabalhos sobre o assunto, um pouco conhecido é a curiosa obra do poeta Goethe: A metamorfose das Plantas, onde o fenômeno orgânico é compreendido como a manifestação do todo com as partes, em que ele explica a relação da unidade e multiplicidade, entre o todo e as partes, a ausência e a presença.

Deveria ser assim, mas não é, especialistas e psicólogos procuram compreender exatamente o que está acontecendo, ficam entre a extrema liberalidade (tipo pode tudo) e a tecnofobia: isto faz mal aos jovens, vai torná-los ignorantes (há um famoso livro que os chama até de imbecis), mas tudo não passa de formas pouco profundas sobre o que os games significam de fato.

As pessoas tem necessidade de interação, que é uma forma específica de comunicação e de relação, é aquela no qual as partes trocam e trocam dentro de um todo, ou seja, de um contexto mais amplo, assim esta é a atração dos games: a possibilidade de interagir.

Se é um fato que existem jogos muito negativos, também há muitos jogos educativos que os adultos pouco se interessam e as vezes nem sabem que existem, existe um site específico para Games Educativos, também a Fundação Lemann preocupada com uma educação de qualidade explora a questão, é há diversos outros sites: Escola Games (que tem o game Coleta Seletiva), SmartKids, Jogos Educativos e diversos outros como o site da Editora Abril para games para as diversas disciplinas escolares.

Mas é mais fácil proibir do que educar, é mais fácil ter preconceito do que se informar porque não tem a menor ideia que um dos processos fundamentais da educação é o diálogo, que nada mais é do que interação.

 

União Europeia e ciência aberta

09 Jul

The European Union (EU) gave the green light for the project OpenDreamKitHorizon_2020 about  €  ​​7 million for the development of free software in high computing power interactive environments in the use of mathematical tools.

The project is inside in Horizon 2020, the EU has provided € 7.6 million to help finance an open source software project that will expand the capacity of computational mathematics and interactive computing environments.

Besides mathematics the project will also develop tools virtual computing environment by creating interactive documents can solve equations using computer code, with visualization of the data. Will be 15 academic and industrial partners participating in a four-year project and hope to revolutionize the ability to reproduce documents and data mining experiments of computational research. According to prof. Dr. Hans Fangohr the University of Southampton, both the objectives of the project as “… the approaches are closely linked to work in the community and Southampton courses our Computer Modelling Group Group and the EPSRC Centre for Doctoral Southampton training in Computational Modeling Next Generation, “said the teacher to the site of the University of Southampton.

According to prof. Dr. Hans Fangohr the University of Southampton, both the objectives of the project as “… the approaches are closely linked to work in the community and Southampton courses our Computer Modelling Group Group and the EPSRC Centre for Doctoral Southampton training in Computational Modeling Next Generation, “said the teacher to the site of the University of Southampton. For him the OpenDreamKit has “this commitment to developing cutting edge of these tools is a great opportunity to contribute with the tools that are of great value to many researchers and students in academia and industry.”

  Thanks to free software this will be achieved contributing to the Open Science.