Warning: Declaration of wp_option_choose_color_scheme::render() should be compatible with wp_option::render($field_html, $colspan = false) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/themes/chocotheme/lib/theme-options/choose-color-scheme.php on line 39

Warning: Use of undefined constant wp_cumulus_widget - assumed 'wp_cumulus_widget' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/plugins/wp-cumulus/wp-cumulus.php on line 375
16 « janeiro « 2012 « Blog Marcos L. Mucheroni Filosofia, Noosfera e cibercultura
RSS
 

Arquivo para janeiro 16th, 2012

Redes Sociais e comunidades

16 jan

Além da forte influência que as redes sociais organizadas na Web têm na literatura atual, uma rede pode formar-se, e existem muitas redes na historia da humanidade, independente do meio eletrônico que pode potencializá-la, desenvolvê-la e até mesmo subverte-la.

A rede pode ser vista como o conjunto de relações que uma organização ou comunidade tem que viabiliza uma determinada atividade associativa, e cada atividade pode ser vista como uma sub-rede que é estabelecida para aquela prática específica.

Assim redes sociais podem ser designadas, não exclusivamente, por diversos movimentos mesmo que  institucionalizados que permitam os atores sociais viverem as suas diferenças culturais, religiosas e sociais sem que isto seja um empecilho para alguma ação comunitária, uma vez que os indivíduos e grupos de uma rede podem ter interesses e papéis dos atores variados,  e estarem sujeitos tanto a limitações como opções em função dos limites que pesam sobre determinadas ações, por exemplo, limites que envolvam violência, crenças (crenças não envolvem apenas religiões, podem ser superstições, convicções partidárias e ideológicas exageradas ou até mesmo rejeição a determinada forma de ação antiecológica, por exemplo) . Os nós destas redes sociais podem ser indivíduos, grupos ou organizações, mas que tenham alguma dinâmica esteja voltada para a construção de ações, a sua consolidação em mudanças ou apenas o desenvolvimento das atividades dos seus membros.

Entre as iniciativas que motivam a formação de uma rede, muitas vezes estão intuições informais sobre determinado problema ou atividade, mas podem ser também a partir da tomada de consciência de uma comunidade sobre seus interesses ou apenas o compartilhamento de valores entre seus participantes.

A partir de um autor que mantive contato e estou lendo, vamos postar alguns tópicos relativos a estes temas que envolvem de forma mais ampla o assunto: “redes socais”.