RSS
 

Arquivo para maio, 2015

Dicotomias Infernais e tecnologia

29 Mai

O pensamento moderno vive sobre a égide das dicotomias infernais (objetivo X subjetivo;Mudando natureza X cultura), termo cunhado por Bruno Latour para explicar o pensamento e as ciências de hoje, nada mais propício.

Toda a teoria do estado moderno, como Thomas Hobbes, que dizia que o homem é o lobo do homem, passando pelo empirista John Locke, até chegar a Jean Jacques Rousseau, que dizia que o homem por natureza é bom, o bom selvagem, que inspirou a Revolução Francesa, mas o que se seguiu a ela foi uma matança sanguinaria e depois houve duas restaurações da monarquia.

Nada mais propício estamos hora projetados nos objetos, nossos fetiches modernos e hora projetados nos sujeitos, nossas paixões e affairs do cotidiano, mas a questão do ser, ou seja, da essência de nossa existência permanece despercebida.

Claro o fetiche de todos os fetiches é o dinheiro, para alguns pelo que ele pode proporcionar, mas para a maioria da população simplesmente conseguir pagar as contas do dia a dia, e a pilha de prestações que se avolumaram nos últimos anos, chamados por alguns de avanço da classe média, parece que o fetiche se desfez.

Aqui se questiona os fetiches tecnológicos, até que ponto fazer parte de uma necessidade contemporânea, até que ponto são meros fetiches, é questionável comunicar é necessário, mas o iPhone de último tipo está na mão muitas vezes dos críticos do “consumismo”.

Como sempre além do sujeito e objeto, que esquecer o Ser existencial, há uma confusão entre cultura e natureza, é natural o homem se comunicar e é cultural usar o dispositivo que facilite esta comunicação, dizia o filósofo contemporâneo Heidegger o homem se faz pela linguagem.

Temos que ter uma linguagem contemporânea ou estamos falando para o século passado.

 

A corrupção no futebol

28 Mai

Na noite de quarta para quinta-feira horário brasileiro, e manhã na Suíça, em uma operação especial, OladoSujoSoccersete executivos importantes da FIFA foram presos sob acusação de corrupção, entre eles José Maria Marin, ex-presidente e atual vice da CBF.

Na sexta-feira seria a eleição dos novos dirigentes da FIFA, além dos dirigentes mais 7 réus serão acusados de extorsão, fraude e conspiração para lavagem de dinheiro, também um mandato de busca na sede da Concacaf (Confederação da America do Norte, Central e Caribe) em Miami foi expedido.

A corrupção aconteceu com os direitos de marketing e o brasileiro J.Hawilla, dono da Traffic, empresa de marketing esportivo, está entre os acusados além dos dirigentes já em dezembro de 2014 respondeu um processo e na época fez um acordo para pagar 151 milhões de dólares.

No Brasil, o deputado Romário, ex-jogador que disputou e ganhou a copa de 1994 nos Estados Unidos, conseguiu as assinaturas para fazer uma CPI da Copa, talvez finalmente tenhamos a verdade sobre as gastanças e a farra feita com dinheiro público durante a Copa, será que chegou a hora da verdade.

Romário prefaciou o livro “O lado sujo do futebol”, talvez o país precise começar a se modificar a partir da maior paixão do país: o futebol.

 

5 tecnologias que mudarão o mundo

27 Mai

Os especialistas do Fórum Econômico Mundial reuniu 18 especialistas e listou 10 inovações, destaco cincoTecnologiasFuturo e comento outras 5 preocupantes.

Carros movidos a hidrogênio era uma promessa, os especialistas agora avisam “só agora a tecnologia parece ter chegado ao ponto no qual montadoras planejam incorporá-la em lançamentos para consumidores”.

Apenas presentes em fábricas e para simples tarefas (como coletar pó), agora os milhares de sensores melhores e mais baratos permitirão que “robôs sejam capazes de compreender e responder ao ambiente em torno dele. Seus ‘corpos’ estão se tornando mais adaptáveis e flexíveis”, afirmaram os especialistas.

Os plásticos “thermoset”  fazem a reciclagem passando por um processo uma única vez, o que dá ao mesmo tempo durabilidade e facilidade de reciclagem, seu uso em celulares, computadores e aeronaves, mudarão sua reciclagem.

A inteligência artificial  com smartphones reconhecendo a voz de seu dono, carros que dirigem a si mesmos ou drones já estão presente, no entanto os especialistas haviam que estão “dando um passo à frente com máquinas capazes de aprender autonomamente ao assimilar grandes volumes de informação”, informam os especialistas.

A ideia de manufatura descentralizada cresceu, agora é possível pensar em “fábricas menores e locais recebem instruções de como fazer suas peças, que podem ser montadas pelo próprio consumidor ou em oficinas”, esclarece o fórum.

As cinco previsões possíveis mais contestáveis é o  “novas técnicas permitem ‘editar’ o código genético de plantas para torná-las mais nutritivas ou resistentes às mudanças climáticas”, a manufatura aditiva 3D onde “produtos fabricados assim podem ser altamente personalizados para cada usuário, ao contrário de produtos feitos com processos de fabricação em massa”, a tecnologia neuromórfica que poderá fazer uma “transferência de dados entre uma memória e um processador central é que isso usa grandes quantidades de energia e gera muito calor” e drones autônomos inteligentes.

Cada uma destas 5 últimas tem um período eminente que é o descontrole social.

 

Curva de Gartner e tecnologias

26 Mai

A fundação de pesquisas Gartner publicou seu Hipo ciclo em 2014, e entre as suas previsõesCurvaGartner2 (tidas discutíveis é claro, por exemplo,  HTML5 já é realidade) parece que dentro de dois anos teremos assistentes para voz utilizáveis, scanners 3D em movimento rápido, a realidade em camadas virtuais no “vale da desilusão”, o NFC ainda está preso naquele vale, o que me faz lembrar de que vamos ver se o iPhone 6 ressuscitar com um tradução automática de voz, por enquanto ainda muito lenta, mas no final da curva de maturidade (speech recognition) e no início da curva de produtividade.

A Internet das Coisas está no pico das expectativas, mas depois entra no vale da desilusão, e os veículos autônomos já estão chegando um pouco atrás neste pico, enquanto gamificação e realidade aumentada (os óculos virtuais fazem parte disto) estão em pleno mergulho no vale da desilusão, mas depois devem pegar a rampa da maturidade.

Entre as grandes expectativas do futuro, uma que destaco é a visualização volumétrica de hologramas, a computação quântica e a bioimpressão tridimensional capaz de criar compostos orgânicos e talvez até tecidos em formato tridimensional, por enquanto apenas próteses e moldes tridimensionais.

Por outro lado, escaners e impressoras em escala industrial tridimensionais já estão na curva de maturação e devem alcançar grandes faixas de mercado num futuro muito próximo.

Devem estar maduros nos próximos 2 anos a computação em núvem e os dispositivos de comunicação por proximidade (Near Field Communication), enquanto nos próximos 5 anos estarão no mercado a Comunicação Máquina-a-Máquina e o monitoramento da saúde a distância, claro isto em parte já é feito, mas ainda falta maturação.

Claro são apenas previsões, há outras procure na curva.

 

A curva da adoção de tecnologias

25 Mai

O chamado Hype Cycle é uma apresentação gráfica desenvolvido pela consultoria Gartner para representar os ciclos CurvaGartherde aparecimento, adoção, maturidade e aplicação social de tecnologias específicas, podendo ser  usado para investimentos e adoções de TI em empresas.

Após o surgimento e adoção pelo mercado uma tecnologia deve ser acompanhada observando os casos de sucesso e fracasso quando atinge um produto, observar o que acontece no Pico de Expectativas Inflacionadas é importante para observar o momento seguinte de queda.

O momento seguinte é marcado por uma queda pela desconfiança do mercado e deve ser criteriosamente estudado até chegar o momento  em que atinge o Vale da Desilusão.

Em seguida começa o momento de maturidade do produto e do mercado, é fácil de observar este momento, pois é marcado por uma subida suave de maturidade.

O final desta curva está o chamado Plateau de Produtividade em que o produto é estável no mercado e não retorna ao período anterior a menos que ocorra uma obsolescência.

 

5 previsões que não aconteceram

22 Mai

A IBM sempre faz previsões quinquenais, antes de analisar as 5 do futuro (até 2015), PrevisoesFuturovamos ver se as 5 previstas até 2015 aconteceram.

1 – Sensores em todos os cantos, vem da internet das coisas, tecnologia que está sendo chamada de RSSF (redes de sensores wireless), já há algumas cidades, empresas e até casas inteligentes, mas de fato isto ainda não aconteceu, é uma tecnologia em desenvolvimento.

2- Carros que “respiram” – a ideia é que ele possa usar o ar, algum tipo de combustíveis e devolver o ar de modo puro, o avanço de baterias e transistores permitiria os dispositivos potáveis para recarregar a bateria, assim ela respiraria o oxigênio e o transformaria em energia, já há novos tipos de bateria de lítio, por exemplo, e elétricas porém o uso efetivo ainda é uma promessa.

3-Computadores usados para “aquecer” água, os computadores dissipam energia, e atualmente na faixa de velocidade dos 5MHz chegou ao limite dos computadores de silício, mas a energia térmica perdida dos computadores ainda não é “coletada” nem aproveitada.

4-Os hologramas 3D (figura), a tecnologia está em desenvolvimento, mas ainda é promessa, o problema é tanto a velocidade de processamento, são bilhões de pixels por segundo para serem processados, quanto a quantidade de energia gasta, não há dispositivos no mercado, somente em laboratórios, o que temos são impressoras 3D já no mercado.

5-Transito Inteligente, surgiria uma nova tecnologia de GPS inteligentes que seriam capazes de indicar rotas alternativas para o motorista caso algum acidente aconteça no caminho que o usuário está fazendo, surgiram aplicativos como o Waze para orientar motoristas e no aeroporto de Heathrow na Inglaterra já há carros inteligentes, mas nas ruas de Londres não.

Mesmo com uso de computadores como auxiliares, nem mesmo a inteligência mais avançada é capaz de prever o futuro, há uma imprevisibilidade na história, mas não é o fim da história.

 

Negócios da China

21 Mai

Com uma indústria potente, mas explorando mão de obra muitas vezes escrava, a China está de olhoMapaTRansOcean na América Latina, e o impulso foi dado pela compra da dívida da Argentina.

O primeiro ministro chinês Li Kegiang está na região e começou a visita na última segunda-feira pelo Brasil e terá escalas na Colômbia, Peru e Chile, o que estaria em jogo além dos negócios.

Em área como o planejamento estratégico, transportes, infraestrutura, energia e agricultura muitos acordos já foram firmados, mas o grande negócio seria uma passarela em toda a América Latina na construção de uma ferrovia entre o Atlântico e o Pacífico, mas o assunto é polêmico, pois boa parte já está feita e o Brasil já fez negócios estranhos com “parceiros”.

A questão é que a região deve crescer menos de 1% e a rodovia seria estratégica para a entrada de produtos e também para o escoamento de matéria prima para países com grandes necessidades e que industrializariam reenviando ao Brasil os produtos já com valores agregados e neste sentido seriamos apenas uma “passarela”.

A falta de infraestrutura é justamente nosso maior problema, mas não podemos nos vender, sem ficar clara a contrapartida, também os impactos ecológicos devem ser pensados.

A Ferrovia Transoceânica teria um custo é estimado em até US$ 10 bilhões (R$ 30 bilhões), pode cobrir as necessidades dos vários países envolvidos.

 

Economia em baixa: hora de economizar

20 Mai

Vários sites ajudam o consumidor a fazer economia, comparam produtos, lojas, passagens aéreas,MeuCarrinho e há ainda aqueles que dão cupons de descontos para lojas virtuais, e mostram como praticar os melhores preços.

O Buscapé é sem dúvida um dos melhores sites para economizar, nele você encontra as ofertas organizadas por categoria, se quer os melhores preços é bom olhar este site.

Os sites Zoom e Bondfaro são concorrentes fortes do Buscapé na comparação de preços, um menos conhecido mas não menos eficiente é o JáCotei.

Com objetivo de oferecer preços comparativos em supermercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e alguns locais de Santa Catarina o aplicativo Meu Carrinho do grupo Buscapé, compara preços de 25 redes de supermercados cadastrados, entre elas: Extra, Varanda Zona sul, Pão de Açucar, Delivery, Sonda, Princesa, Mercaorama, Angeloni e outras,

Para ajudar as finanças pessoas com problemas financeiros, dívidas, seguros, cartões e consórcios, também com saúde e educação, o Konkero é um portal que pode ajudar muito os usuários.

Para comprar e vender carros, verificar preços de tabela, analisar diversas regiões do país o site iCarro é um dos mais versáteis.

Há inúmeros sites para viagens, passeios e voos, o melhor é verificar qual o melhor para região, ou seja, que empresas fazem voos, quais os possíveis locais de hospedagem e verificar se os pacotes não ficam mais baratos.

Mas não esqueça cartões de crédito só em último caso de necessidade, uso de cheque especial é quase uma agiotagem (chega a mais de 200% ao ano) e veja o que cabe no orçamento não esquecendo de deixar reservas para as emergências: pé no freio.

 

5 mitos sobre a tecnologia

19 Mai

Embora a tecnologia possa ter perigos, isto não é exclusivo dela, todos os meios que o homem usa podem provocar Objetosdesvios de comportamento, vícios e consumismo, mas quase tudo que usamos é meio, desde roupas, livros e alimentos, até celulares, tablets e computadores.

Informativos on-line como Infomoney e Olhar Digital divulgaram seus mitos, apenas um eu repito aqui, a ideia que uso de celulares causem câncer de cérebro, não há nenhuma evidencia disto, apenas coincidências de pessoas que usaram muito celular e tiveram câncer, o que é diferente de provar que isto seja a causa.

Os outros 5 importantes são: que o uso de computador dificulta a leitura, de fato fazemos uma leitura diferente no computador, é um pouco cansativo ler continuamente no computador, mas páginas inteiras devem ser evitadas, porém a leitura de e-books é prática de muitos leitores, mas também há os que prefiram livros e os que usem os dois.

Outro mito é que os jovens estariam indo menos a bibliotecas por causa do mundo digital, fizemos um post com dados do site PewResearch Internet Project mostrando que isto é falso.

O terceiro mito, é que através do mundo virtual opõe-se ao real, isto infelizmente até sociólogos e pensadores sérios espalham, primeiro isto é um erro lógico, porque o virtual não se opõe ao real, não é irreal, mas apenas “potencial” no sentido de possível, sendo uma falta de conhecimento do significado da palavra que vem de virtus, que é a mesma rais de virtude.

O quarto mito é que a tecnologia de alguma forma se opõe a construção do humano, ou mesmo do humanismo ou de qualquer coisa positiva para o homem, isto é desconhecer que em toda a história humana a tecnologia sempre foi buscada para auxiliar o homem, claro há os instrumentos de guerra, a bomba atômica etc, isto é tecnologia destrutiva, mas cuidado com as generalizações, quase tudo que usamos de roupa a instrumentos de trabalho, quase tudo sofre e sofre constante mudança tecnológica no sentido de aperfeiçoar o instrumento.

O quinto é um mito filosófico do ocidente, a ideia que tudo que é objeto é desprezível e não deve impedir a relação humana direta, ora basta pensar em coisas do dia-a-dia: roupas, objetos de nossa casa, de nosso trabalho, os livros e é claro o próprio dinheiro e os objetos tecnológicos, eles estão “impregnados” de humanidade porque são parte da nossa relação os Outros, claro podem ser usados de forma positiva ou não, mas este decisão cabe ao homem.

 

A língua em pedaços

18 Mai

Estreiou em São Paulo o espetáculo “A Língua em Pedaços”, obra escrita pelo espanhol Juan Mayorga, que estáLinguaPedaços em cartaz na sexta, sábado e domingo no Centro Cultural Banco do Brasil falando de amor, religiosidade e incompreensão, é sobre Tereza d´Ávila, uma religiosa que era também poeta e foi proclamada santa pela igreja Católica.

O tema da Inquisição que é geralmente visto apenas por não cristãos, agora visto de dentro pois Teresa d´Avila também foi vítima destes processos e muitas, muitas pessoas que creem são vítimas de diversos tipos de exclusão pelo fato de serem religiosas.

A peça “A Língua em Pedaços” mostra então um fictício embate entre a religiosa e um inquisidor que a acusa de subversão e heresia; não se trata de inversão de valores, mas de mostrar que para verdadeiros cristãos a inquisição foi sim um absurdo, o próprio Galileu Galilei, poucos sabem era religioso, e a vida de sua filha, a religiosa Virginia, está em livro da Companhia das Letras: “A filha de Galileu”, escrito por Dava Sobel.

Além de escritora, Santa Teresa fundou dezessete conventos de Carmelitas Descalças em toda a Espanha e, à frente de seu tempo, foi perseguida pelos setores conservadores do final do século XVI.

O ator Marco Antônio Pâmio que faz o fictício inquisidor explica seu personagem: “É teatral. Santa Teresa foi, de fato, perseguida pela Igreja. Mas esse homem foi criado no espetáculo para que o texto sugira o que ela sofreu com essa situação”, explicou o ator, a peça foi idealizada e Tereza d´Ávila é interpretada por Ana Cecília Costa.

É bom debater a questão da religiosidade longe de preconceitos e falácias, o cristianismo é parte da história ocidental.