Warning: Declaration of wp_option_choose_color_scheme::render() should be compatible with wp_option::render($field_html, $colspan = false) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/themes/chocotheme/lib/theme-options/choose-color-scheme.php on line 39

Warning: Use of undefined constant wp_cumulus_widget - assumed 'wp_cumulus_widget' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/plugins/wp-cumulus/wp-cumulus.php on line 375
26 « março « 2020 « Blog Marcos L. Mucheroni Filosofia, Noosfera e cibercultura
RSS
 

Arquivo para março 26th, 2020

[:pt]Não querer curar-se[:en]Not wanting to heal [:]

26 mar

[:pt]Um sistema em crise, seja por razão social, econômica ou política, ele tende a tornar-se mais confuso e tóxico até que encontre um caminho onde possa sanar-se, quando a razão é uma catástrofe natural ou uma doença não é muito diferente, porém estas afetam a vida diretamente.
Não querer curar-se e defender a vida é uma atitude de autossabotagem sejam por razões conscientes ou inconsciência explica a psicologia, é aquela atitude de criar obstáculos e empecilhos que atrapalham as tarefas para encontrar caminhos, neste caso a cura e a preservação das vidas, e assim acha que não há como atingir os objetivos de cura ou de co-imunidade, a imunidade conseguida pelas ações conjuntas.
Do ponto de vista cultural é ignorância, e neste caso a visão dos especialistas e agentes de saúde devem ser a visão “técnica” que prevaleça, sobre inclusive a econômica, trata-se assim de uma cegueira, dizer é só uma gripe ou estamos sem saída (autossabotagem inconsciente) é um fenômeno de dirigir a mente a pensamentos equivocados, e isto existem culturalmente.
Conta a narrativa bíblica que um homem ficou 38 anos numa cama e não conseguia chegar a uma piscina natural chamada de Siloé (em hebraico significa enviado) e preciso da intervenção de Jesus para dizer-lhe toma sua cama e anda (João 5:7-9), milagre mas também ruptura com a paralisia e neste sentido é também uma metáfora.
Mas há aqueles que julgavam enxergar e não enxergam, o cego de nascença que é curado na bíblia é alguém que não tinha um sistema cognitivo preparado para enxergar, e o fato que ele passa a ver é um milagre mas também uma outra metáfora, a que por cegueira cultural e contextual não é possível enxergar, ao sair deste contexto é possível que se possa ver.
Agora querer curar-se ou não é uma atitude psíquica, querer ver e tendo o sistema fisiológico para enxergar é preciso esforço e superar a autossabotagem que faz da cegueira uma zona de conforto.[:en]A system in crisis, whether for social, economic or political reasons, it tends to become more confusing and toxic until it finds a way to heal itself, when the reason is a natural catastrophe or a disease is not much different, but these affect life directly.
Not wanting to heal and defend life is an attitude of self-sabotage whether for conscious reasons or unconsciousness explains psychology, it is that attitude of creating obstacles and obstacles that hinder tasks to find ways, in this case healing and preserving lives, and so he thinks that there is no way to achieve the goals of cure or co-immunity, the immunity achieved by joint actions.
From a cultural point of view, it is both ignorance, and in this case the view of specialists and health agents must be the “technical” view that prevails, including the economic view, it is thus a blindness, saying it is just a flu or we are dead end (unconscious self-sabotage) is a phenomenon of directing the mind to mistaken thoughts, and this exists culturally.
The biblical narrative tells that a man spent 38 years in a bed and could not reach a natural pool called Siloam (in Hebrew means envoy) and I need Jesus’ intervention to tell him to take his bed and walk (John 5: 7- 9), a miracle but also a break with paralysis and in this sense it is also a metaphor.
But there are those who thought they saw and did not see, the blind man born who is healed in the Bible is someone who did not have a cognitive system prepared to see, and the fact that he comes to see is a miracle but also another metaphor, which due to cultural and contextual blindness it is not possible to see, when leaving this context it is possible to see.
Now wanting to heal or not is a psychic attitude, wanting to see and having the physiological system to see it takes effort and overcome the self-sabotage that makes blindness a comfort zone.[:]