Warning: Declaration of wp_option_choose_color_scheme::render() should be compatible with wp_option::render($field_html, $colspan = false) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/themes/chocotheme/lib/theme-options/choose-color-scheme.php on line 39

Warning: Use of undefined constant wp_cumulus_widget - assumed 'wp_cumulus_widget' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/plugins/wp-cumulus/wp-cumulus.php on line 375
6 « janeiro « 2021 « Blog Marcos L. Mucheroni Filosofia, Noosfera e cibercultura
RSS
 

Arquivo para janeiro 6th, 2021

[:pt]Três livros (ou 4) para ler [:en]Three books (or 4)to read in 2021[:]

06 jan

[:pt]Sempre me proponho ler alguns livros no ano que inicia, de modo diferente este ano me sinto mais estimulado pelo romance-ficção que deu inspiração para o filme “O céu da meia-noite” o livro que está sendo traduzido para o português de Lily Brooks-Dalton, é uma releitura de uma terra em colapso já apareceu em outras ficções como o Interestelar (2014), Gravidade (2014) e o épico Blade Runner 2049 (2017) e Ad Astra (2019).

O segundo livro é “Louvor a Terra” de Byung Chul Han, explora seu caráter oriental quase de amor as plantas, do esmero, do louvor e da gratidão, trata-se de um jardim que foi cedido ao autor para este cuidar dando a conhecer uma outra face de escritor, a relação sintética e realista com a natureza.

Ele explora os ritmos e relações de aromas com a natureza, explorando a sutileza das plantas e flores, que é um convite à contemplação.

O terceiro livro é de Peter Sloterdijk (já encomendei o livro) Tens de mudar sua vida, cuja edição em português é da editora portuguesa Relógio d´Água.

Peter Sloterdijk desenvolveu uma filosofia a partir do livro Regras para o parque humano, aprofundado em Crítica a Razão Cínica e nos 3 volumes de suas esferas (li apenas o primeiro, os outros não tem versão em português), no qual trava uma batalha contra um humanismo falido.

Nesta obra Tens de mudar sua vida (na Alemanha foi lançada em 2009, em Portugal no ano passado) o filósofo retoma a questão em que busca uma antropologia em uma dimensão não literária ou iluminista do contexto da vida, em uma entrevista ao Fronteiras do Pensamento, em 2016, afirmou sobre sua antropotécnica (o tema central deste livro), ele define o ser humano não como criatividade, mas como repetição da criatividade.

Afirmou na entrevista: “a palavra francesa répétition exprime ao mesmo tempo a repetição, o repor em cena ações que já produzimos, e o exercício que prepara uma performance, um desempenho. Pensemos numa repetição musical ou artística, fazer e repetir são termos que em francês – diversamente do que ocorre em alemão – convergem. E é exatamente sobre esta convergência que se concentra o trabalho da antropotécnica”.

A logoterapia está em alta e o livro de Viktor Frankl Em busca de sentido está entre um dos mais lidos, não sei se vou ler, mas cito como uma quarta possibilidade. [:en]I always propose to read some books in the year that begins, differently this year I feel more stimulated by the romance-fiction that inspired the film “O midnight sky” the book that is being translated into Portuguese by Lily Brooks -Dalton, is a reinterpretation of a collapsed land that has already appeared in other fictions such as Interstellar (2014), Gravity (2014) and the epic Blade Runner 2049 (2017) and Ad Astra (2019).

The second book is “Praise the Earth” by Byung Chul Han, it explores its oriental character almost of love for plants, of care, praise and gratitude, it is a garden that was given to the author for this care, making known another face of a writer, the synthetic and realistic relationship with nature.

He explores the rhythms and relationships of aromas with nature, exploring the subtlety of plants and flowers, which is an invitation to contemplation.

The third book is by Peter Sloterdijk (I already ordered the book) You must change your life, whose edition in Portuguese is from the publisher Relógio d´Água.

Peter Sloterdijk developed a philosophy from the book Rules for the human park, deepened in Critique to Cynical Reason and in the 3 volumes of his spheres (I only read the first, the others do not have a Portuguese version), in which he fights a battle against a failed humanism.

In this work You must change your life (in Germany it was launched in 2009, in Portugal last year) the philosopher takes up the question in which he seeks an anthropology in a non-literary or enlightenment dimension of the context of life, in an interview with Fronteiras do Pensamento, in 2016, stated about his anthropotechnics (the central theme of this book), he defines the human being not as creativity, but as a repetition of creativity.

He said in the interview: “the French word répétition expresses repetition at the same time, putting on stage actions that we have already produced, and the exercise that prepares a performance, a performance. Think of a musical or artistic repetition, making and repeating are terms that in French – unlike what happens in German – converge.

And it is exactly on this convergence that the work of anthropotechnics is concentrated”.

A fourth option is possible, the book of logotherapy by Viktor Frankl The meaning of life, its is widely read in Brazil.[:]