RSS
 

Posts Tagged ‘e-learning’

Alguns mitos MOOCs derrubados

12 Dez

Na quinta-feira passada (06/12) mais de 200 acadêmicos de instituições de todo o mundo se reuniram em umaMOOCS conferência organizada pela Universidade do Texas em Arlington para ouvir os resultados preliminares sobre a Iniciativa de Pesquisa MOOC, um programa de concessão financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates e administrado pela Universidade de Athabasca no Canadá.

Diversas instituições receberam de US$ 10 a US$ 25 mil para examinar como os MOOCS (Educação Massiva On-line) pode modificar o ensino superior e os resultados estarão na próxima edição da International Review of Research in Open and Distance Learning, conforme antecipa o site Inside Highred .

“Os dados emergentes … mostram que Cursos On-line Massivos Abertos (MOOCs) têm relativamente poucos usuários ativos, e que ‘engajamento’ do usuário cai drasticamente, especialmente após as duas primeiras semanas de um curso, e que poucos usuários claramente persistem até o fim”, pode ser lido num resumo do estudo.

Isto derruba o mito que estes cursos atingiriam alguns milhares de alunos.

Mas outras expectativas se mantiveram: o custo de produção MOOC. que pode chegar a centenas de milhares de dólares para criar “classes” de MOOC que são consumidas e produzidas por instituições MOOC criam dois grupos de problemas, o primeiro é o de não querer parecer elitista, enquanto o segundo é gerar conteúdos rejeitados até mesmo pelos próprios membros do corpo docente.

Christopher Brooks, pesquisador da Universidade de Michigan School of Information disse “talvez isso pareça óbvio”, afirmou “Muitas coisas parecem óbvias, em retrospecto”, mas o principal problema não é mesmo o financiamento.

“Como é que vamos fazer esta coisa incrível e obter nossas ideias vindas de todo mundo e não ir à falência? This is the challenge.” Este é o desafio. ” disse Akiba Covitz, vice-presidente sênior de relações estratégicas para Parcerias Acadêmica, referindo-se ao MIT e Harvard.

 

Experiência de cursos online no MIT

21 Jul

O MIT (Instituto de Tecnologia de Masachusetts) e a Universidade de Harvard estão se preparando para oferecer uma grande quantidade de cursos gratuitos online no outono, através do Projeto chamado EDX, que é baseado na plataforma do MIT, chamada MITx, que estreou seu primeiro curso de Circuitos e Eletrônica no início do ano com 155 mil alunos.

O Prof. do MIT Anant Agarwal afirmou em notícia no site do MIT: “Se você olhar para o número em termos absolutos, é como se muitos estudantes pudessem fazer cursos [que demorariam em números] 40 anos do MIT” .

Ele prevê que a taxa de realização irá aumentar à medida que mais cursos são adicionados ao catálogo EDX. Estudantes de mais de 160 países foram registrados na classe, com a maioria vinda dos Estados Unidos, Índia e Grã-Bretanha.

A plataforma EDX foi concebida não apenas como um meio de entrega de conteúdos mais claros, mas também como um teste para experiências educacionais em vários projetos.

Um desses projetos é um estudo de usabilidade em que os estudantes se veem em uma relação com as versões de aulas em vídeo onde os diagramas foram apresentados como digitalmente com slides de PowerPoint ou como desenhos feitos a mão que tomam a forma exata de como o professor ministrou a aula.

 

Educação on-line e os perigos de plágio

13 Jun

O número de cursos e programas de educação on-line crescem exponencialmente, mas com isto a questão da fraude on-line também pode crescer em importância e necessidade pois a maioria dos cursos não estão projetados adequadamente e as ferramentas não são as melhores mas as mais populares e quase sempre com problemas de segurança dos dados.

Nos EUA, uma empresa de software educativo chamado Blackboard, e um artigo na revista The Chronicle avaliada este software de gerenciamento de aprendizagem com um serviço que verifica documentos para detectar sinais de plágio.

O sistema desenvolvido pela Blackboard pode estabelecer uma impressão digital de um documento para cada aluno, desde os seus primeiros trabalhos, já que isto é também uma questão educacional, e observar se trabalhos futuros mudam o estilo de formas suspeitas pois na prática sabemos o que os alunos podem e não podem fazer, e qual é seu estilo.

Os pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) estão procurando novas maneiras de verificar este tipo de “identidade dos alunos” on-line através da análise do estilo de cada usuário na digitação e nos textos e isto daria pista para verificar a identidade.

Este tipo de impressão digital eletrônica poderia ser combinada com um software de reconhecimento facial para garantir ainda maior precisão, afirmou Agarwal Anant do MIT, em entrevista ao The Chronicle.

Em outro trabalho recente, um grupo de 100 pesquisadores se reuniram na Universidade de Kansas, numa Conferência sobre Detecção de Potencial de Fraude com uso de Estatística e acordaram sobre oferecerem testes padronizados.

 

MIT e Harvard: cursos on-line gratuitos

07 Mai

A Universidade de Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT), conforme notícia no New York Times, anunciaram um plano para oferecer gratuitamente massivos cursos on-line usando a plataforma EDX conforme o site de notícias do MIT.

Cada escola irá gastar US $ 30 milhões a iniciativa, e o presidente da aula inaugural EDX será Anant Agarwal, diretor de Ciência da Computação do MIT e do Laboratório de Inteligência Artificial, enquanto a contribuição de Harvard terá a supervisão do seu reitor Alan M. Garber.

As duas universidades informa que a nova plataforma online terá desenvolvimento de várias pesquisas de métodos novos e tecnologias educacionais e tem como objetivo construir uma comunidade global de estudantes online.

Os dois primeiros cursos inseridos no projeto EDX serão os cursos de engenharia e de ciências humanas, e o uso de crowdsourcing e de software deve ser usado para ensaios nestes cursos.

Mas Lawrence S. Bacow da Harvard Corporation afirma que a tecnologia da educação ainda precisa de “uma plataforma online que dê às faculdades a capacidade de personalizar o conteúdo de seus próprios cursos altamente interativas.”

O esforço EDX terá a concorrência de parcerias semelhantes entre Stanford, Princeton, Universidade da Pensilvânia e a Universidade de Michigan.

A rápida evolução da tecnologia de educação on-line é tal que os novos empreendimentos nos dizem que a maioria dos cursos ainda está em fase experimental.

 

TED anuncia novo site

03 Mai

As conferências TED (Technology, Entertainment, Design) são conferências já famosas no mundo todo, além de nomes famosos Bill Gates, Al Gore, Bill Clinton e Richard Dawkins e nomes importantes como Jamie Oliver JR, Edward Burtynsky, Jehane Noujaim, Edward O. Wilson, Dave Eggers, Jill Tarter e muitos outros, proferiram palestras e tem seus vídeos postados no site.

As interessantes e instigantes conferências TED têm aguçado aqueles que desejam mudanças mais rápidas e mais interessantes na Web, agora nesta quarta-feira lançou um site inteiramente dedicado a aulas em vídeo muito bem trabalhado.

A versão beta do TED-ED está no ar no site ed.ted.com com um convite aberto aos professores para usarem clips de vídeo em sua biblioteca nascente Google/Youtube.

O curador do TED Chris Anderson, conhecido pelo seu livro “A Cauda Longa” (Campus/Elsevier) afirmou que ele permite a qualquer professor: “um vídeo de sua escolha e torná-lo o coração de sua ‘lição’ que pode ser facilmente atribuído em sala de aula ou como lição de casa, complete com o contexto, o acompanhamento perguntas e demais recursos”.

A missão TED-Ed é tornar o aprendizado irresistível pela parceria com professores que sejam animadores talentosos em vídeos divertidos que divertem enquanto transmissão de conhecimento.

O site – apoiada por um compromisso 1,25 milhões dólares de EUA patrocinados por uma cadeia de lojas Kohl e permite aos professores construir aulas reais em torno de vídeos educativos.