RSS
 

Arquivo para agosto, 2012

Adolescente de Santa Catarina denuncia sua escola

31 Ago

Enquanto secretários de educação e o governo criam planos mirabolantes para tentar maquiar a precária situação escolar, uma aluna de Santa Catarina, a estudante Isadora Faber, de 13 anos, já recebeu até o momento mais de 180 mil “curtir” em seu Diário de Classe, mostrando a situação de sua escola.

Na página que está a mais de um mês no ar, a estudante mostra com fotos: portas sem maçaneta, fios desencapados, carteiras quebradas e ventiladores que dão choque.

Ela não parou aí, aproveitou a visibilidade de sua página para convocar outros estudantes a postarem também o que veem de errado em seus colégios, e foi então que alguns professores e colegas passaram a fazer “retaliações” com a jovem, que conta com apoio da família.

A secretaria da Educação do Estado de Santa Catarina mandou verificar a situação denunciada, com sua iniciativa já algumas medidas foram tomadas e ela também tirou fotos e documentou tudo.

De acordo com aluna sua meta era a de mostrar a situação precária das escolas públicas e isto deveria servir de exemplo para muitos educadores e talvez sirva para entendermos um pouco melhor a geração que vem aí, com rótulos impróprios.

 

A guerra das patentes: Samsung x Apple

30 Ago

Ainda em 2010, a Apple havia acusado a Samsung de copiar de forma ilegal seu Sistema Operacional, quando foi lançado o tablete Samsung Galaxy, houveram reuniões entre as duas empresas no início, mas na falta de um acordo o caso foi parar no tribunal.

Com a decisão no início desta semana da coreana Samsung de pagar a multa de mais de um milhão de dólares, suas ações caíram cerca de 7% para U$ 12 bilhões, ou seja, a multa chega a 10% do capital da empresa.

O julgamento foi em San José na Califórnia, onde a juíza Lucy Koh se popularizou apesar de lances cômicos do julgamento, como quando um dos advogados da Apple pediu testemunhas impossíveis de serem convocadas, a juíza reagiu com a frase: “A menos que você esteja fumando crack, você sabe que essas testemunhas não vão ser chamadas”, ou quando os representantes da Samsung foram mostrar as funcionalidades de áudio do Samsung que não funcionou bem, e se desculparam com a juíza? “Desculpe-me pelo áudio, vossa excelência”

Um documento de 132 páginas apresentado pela própria sul-coreana Samsung mostrou que ela de fato sabia tudo da concorrente, ou seja, é quase “normal” a espionagem neste setor.

As normas internacionais que protegem o setor são duras e embora todo mundo copie deve-se ter muita prudência na hora de lançar um produto “parecido” a outro, mas na verdade tudo é muito parecido: carros, TVs, antenas e claro, tablets e dispositivos móveis, enfim se vira moda vamos saber que muita gente “copia”.

 

IFA 2012, feira abre sexta na Alemanha

29 Ago

Dia 31 estará aberta mais uma versão da médio-centenária IFA (Internationale Funkausstellung Berlin, que mantem o nome original “feira de rádio”), desde 1960, apesar de ter seu foco em eletrônicos e produtos para casa, sempre chamou a atenção dos novos equipamentos, agora digitais.

Finas e cada vez com mais altas resoluções, além das versões incrementadas 3D, já na exposição CES de janeiro, já apresentavam resoluções superiores a 1080p/Full HD, e algumas já chegavam a 4K e 8K com imagens perfeitas e nítidas, agora a Sony e a LG podem lançar modelos com telas de 84 polegadas.

Os fabricantes que prometem novos modelos são Sony, Samsung , Dell e a Asus que vem com o modelo Taichi, que estão entre as novidades aguardadas.

Segundo o site ZTop, a Samsung deve anunciar ainda o foblet coreano, Galaxy Note II, e o Vu Ontimus da LG, mas podem aparecer outros de surpresa.

A LG também apresenta seu flobet, o Vu Optimus, o aparelho virá com Android e terá uma tela de 5 polegadas com resolução em HD, e a princípio, contará com um processador 1.5GHz dual-core Snapdragon S3, 1 GB de memória RAM e capacidade de armazenamento de 32 GB.

Então os foblets podem ser a novidade no IFA 2012, a palavra vem da junção de phone e tablets, então é um aparelho smartphone com tela grande parecendo um tablet, mas que ainda não atinja seu tamanho, ou seja, acima de 7 polegadas.

 

iPhone 5 pode aparecer em setembro

28 Ago

Segundo o site especializado All Things Digital, em artigo do sábado, o novo mini-iPad vem mesmo em outubro e o iPhone 5 já aparecerá em setembro.

O site afirma que a estratégia é lançar antes o iPhone 5, porque o o mini-iPad será lançado em algum evento especial programado para outubro, e as especulações dizem que provavelmente a separação dos dois anúncios sendo ambos com o sistema iOS.

Alguns analistas deste mercado, como John Gruber o site Daring Fareball, haviam sugerido que não deviam estrear juntos, claro a própria a empresa dá um sinal claro que não é oportuno, assim o iPhone já está praticamente anunciado para setembro, talvez dia 12, e ainda há algumas brincadeiras com Gruber no site do MacMagazine: “Ah esse Gruber é um cara inteligente”.

Existem análises que mostram que estes pré-lançamentos tem estouros de venda, como foram os caros dos primeiros iPhones e iPads, portanto lançar juntos seria mal negócio.

 

Internet das coisas

27 Ago

O termo foi criado no Laboratório Auto-ID do MIT, e pretende recorrer ao novo sistema de identificação por radio-frequência (RFID, em inglês, Radio Frequency IDentification) e sensores de redes Wireless para registrar os bens e recursos das coisas na Web e prepara uma nova revolução tecnológica, mas no momento depende do desenvolvimento de sensores e da nanotecnologia para sua plena implantação.

O sensores com identificação por rádio frequência, por exemplo, poderão substituir sistema confusos de numeração, códigos de barra e demais sistemas de identificação e produtos, será fácil por exemplo, saber o preço, a origem, a data de fabricação, etc. de qualquer produto, é muito provável que nossos smartphones e celulares em breve terão estes sensores.

No aspecto da nanotecnologia, significa que cada objeto poderá aumentar o poder da rede de devolver a informação processada para diferentes pontos e terem capacidade de interagir e conectar, por exemplo, estando numa loja e supermercado, saber o preço do produto por seu RFID e ligação com a loja, informar data de validade e até mesmo o preço em outros lugares.

O Brasil já realizou dois congresos nesta área, o 2o. Congresso da Internet das Coisas que aconteceu em outubro de 2011, em Búzios, RJ.

 

As redes na Rio+Social

25 Ago

Engraçado que defensores da TV, do rádio e das mídias controladas em geral por poderes econômicos e governos, em geral são bastante críticos com as mídias sociais chegando a creditar a elas: o isoladamento e individualismo, o consumismo e até a crise cultural e econômica; mas antes da internet não havia isto ?

Nada mais injusto, Mahmmad Yunus, fundador do Grameen Bank e prêmio Nobel da Paz, acredita ao contrário que estas mídias são aliadas desta geração e estão dando força a ela.

A referência foi de Richard Branson, da Virgin Foundation, na Rio+Social, e setenciou: “Não há planeta B, então temos que tomar conta do que temos”, alegando que agora podem expressar seus valores e opiniões, mas acrescento: infelizmente a maioria herdados dos mais velhos.

Pete Cashmore, fundador e CEO do Mashable, acredita que a conectividade torna as pessoas mais ativas diante das questões de hoje: “Tem muito valor para transformar o mundo e resolver os problemas que enfrentamos” e Leonardo Tristão, diretor de negócios do Facebook Latin America, destacou e deu exemplo do que aconteceu no Japão após o tsunami. “Mais de 4,5 milhões de mensagens foram enviadas e ajudaram na localização das pessoas”, enfim as redes podem ser usadas para solidariedade, para promover o bem comum e até para as mudanças políticas.

Como não lembrar da primavera árabe, com blogueiros e twiteiros combatendo os ditadores, enfim há esperança porque há liberdade de opínião

 

Tricô por computador: criação artística

24 Ago

Pesquisadores e artistas gráficos adicionam diversos tipos de textura em um trabalho apresentado no SIGRAPH, a 39ª. Exposição Internacional de Computação Gráfica e Técnicas Interativas, que aconteceu de 2 a 9 de agosto em Los Angeles, Califónia, EUA, e noticiado pelo site da Cornell University.

O trabalho apresentado foi desenvolvido por Cem Yuksel da University of Utah, Jonathan Kaldor, Ph.D. do Facebook, e pelos professors associados da Cornell University Steve Marschner e Doug James.

Geralmente para colocar a roupa em seus personagens, os artistas gráficos simulam os panos em um computador, adicionam algum tipo de textura e espera que a máquina de tricô faça o resto, agora para tornar a imagem mais realista, o computador simula toda a superfície até o intrincado entrelaçamento de fios e então os cientistas da computação estão em vigor ensinar o computador a fazer tricô.

O método desenvolvido para a construção de tecido é feito de forma que malha é simulada em uma matriz de pontos individuais e depois o tricô é feito em um ponto único constituído por fios de puxados através de um loop repetitivo, até construir cada pedaço de uma malha desejada limitando os comprimentos de cada linha do tricô.

As fileiras de pontos, construídas nos circuitos formados por linhas anteriores vão se repetindo até tornar a peça finalizada. O fio pode ser puxado através de uma variedade de formas ou várias vezes, criando várias formas e texturas. Para simular este realisticamente, um artista gráfico de computador modelou meticulosamente a estrutura 3-D de cada ponto, mas agora esta estrutura não é mais só plana mas 3-D e com isto as combinações são mais criativas e com texturas bem variadas.

Pode-se prever algumas novidades futuras, tais como, malhas em materiais novos e sintéticos, como roupas a prova de bala ou adaptáveis ao clima (seria bom neste clima maluco atual).

 

Um planejamento urbano novo

23 Ago

Temos postado em diversos posts sobre Smart Cities, cidades inteligentes que alguém mal avisado pode imaginar que seja apenas uma cidade ecológica ou digital, que é um aspecto relevante, mas existem outros: sociabilidade, segurança, transportes, etc.

Agora pesquisadores portugueses (Jorge Pacheco e Francisco C. Santos)desenvolveram uma ferramenta matemática para investigar fatores de planejamento urbano que são essenciais, e classificaram os padrões de desenvolvimento em cinco tipos, com características previsíveis e comportamento que exigem diferentes intervenções e medidas políticas, mas infelizmente é ainda só um relatório científico.

A lógica que existe por trás de selvas de cimento de nossas cidades comportam-se como organismos vivos do qual participam governantes, mas também indivíduos, por isto é necessário uma análise ao longo do tempo, e não apenas em períodos exatos.

Os pesquisadores se fundamentaram seus estudos na “grande” Lisboa (MAL, Metropolitan Area of Lisbon), que teve 3 etapas distintas, nos anos de 1960, 1990 e 2004, e foram desenvolvidos não apenas em níveis de construção, mas principalmente em áreas distribuídas na superfície, densidades e fragmentações como padrões espaciais da cidade e variações no tempo, conforme divulgou a Ciência Hoje.

A partir de dados sobre MAL urbanização três anos diferentes – 1960, 1990 e 2004 – que desenvolvem uma classificação matemática baseada não apenas em níveis construídas, mas também sobre como essas áreas são distribuídas na superfície e como densa ou fragmentado é o padrão espacial da cidade, bem como a forma como estes variam com o tempo.

O interessante é que entre os cinco tipos (na figura em cores: branco, amarelo, verde, alaranjado e vermleho), onde há tipos bastante previsíveis e outros caóticos, com espaços perto da saturação, ou espaços onde construções são raras.

Dois tipos chamados de 3 e 4 são de interesse real, com terras livres para construção, mas que a distribuição pode ter alta variações quando as formas de construção são organizadas e quais podem ser colocadas em crescimento descontrolado e caótico.

 

Mini iPad já está sendo fabricado

22 Ago

De um tamanho que dizem que Stevie Job abominava, o novo iPad Mini contará com uma tela de 7,85 polegadas, com um display muito mais fino do que os vistos dos aparelhos concorrentes, seu preço ficaria em torno dos 299 dólares, ou seja, algo em torno de 600 reais no câmbio atual, mas claro precisamos contar sempre com os nossos impostos.

Segundo o site DigiTimes o produto deverá chegar às lojas de todo o mundo a partir do próximo mês de outubro, quer dizer já estaria em produção, e estaria sendo fabricado pela empresa Foxconn, há rumores que também a iTV também estaria na produção.

A origem dos rumores é a partir do analista de mercado da Jefferies, Peter Misek, que acredita não apenas que a companhia vai apresentar os novos produtos, que também estariam sendo fabricados.

Mas as primeiras fotos apareceram no site francês Nowhereelse, que revelou uma série de conectores ligados a algo que parece ser a estrutura interna do tablete, mas o que mais chama a atenção são os novos conectores para um mini dock (vai ter teclado!), conforme aparece na do post retirada do site francês.

 

Computador em rede de possibilidades

21 Ago

A tradução é minha, mas o termo em inglês é Net of Possibilities, foi desenvolvida por pesquisadores de dinâmica e auto-organização do Instituto Max Planck, em Göttingen na Alemanha, a ideia é trabalhar com redes complexas com um conjunto de condições diferentes de um computador convencional e que rompe com a ideia de processamento de zeros e uns.

Uma rede complexa de computador tem a capacidade de execução de cálculo arbitrário em condições completamente diferentes do que um computador convencional, em virtude de não ter sido com base em um sistema binário de zeros e uns, e pode ser construído a partir de qualquer sistema de oscilação, em princípio, mas os experimentos iniciais são robôs.

Os pesquisadores demonstraram que a lógica de um sistema completo pode ser apoiada numa plataforma equivalente ao computador, mas ao contrário de um computador clássico que utiliza um único elemento (o microprocessador) para executar uma operação lógica específica, a operação deste sistema será processada em toda uma rede ao mesmo tempo. Alguns sistemas mesmo que ainda relativamente pequenos podem realizar um número incrível grande de operações como se fosse uma rede de computador complexo.

Por exemplo, considerando 5 elementos oscilantes, ao invés de oferecerem apenas 10 estados diferentes, mas cada um podendo realizar 10 cálculos, significa que o sistema podem fornecer 100 elementos e estes por sua vez significam 5 x 10 20 combinações possíveis, o que é um número muito grande e significa que este computador “em rede” já pode executar muitas tarefas complexas com zetalhões de possibilidades.

Quais dispositivos devem ser usados, os pesquisadores respondem que osciladores mecânicos com base em pêndulos não devem ser tão versáteis e precisos, pois exigiriam milhares de pêndulos acoplados, o mais provável dizem os pesquisadores do Max Planck é lasers acoplados, pois ofereceriam frequências precisamente controladas, e operam vários bilhões de oscilações em frações de segundo, permitindo um cálculo preciso e rápido.