Warning: Declaration of wp_option_choose_color_scheme::render() should be compatible with wp_option::render($field_html, $colspan = false) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/themes/chocotheme/lib/theme-options/choose-color-scheme.php on line 39

Warning: Use of undefined constant wp_cumulus_widget - assumed 'wp_cumulus_widget' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/marcosmucheroni/www/blog/wp-content/plugins/wp-cumulus/wp-cumulus.php on line 375
5 « janeiro « 2021 « Blog Marcos L. Mucheroni Filosofia, Noosfera e cibercultura
RSS
 

Arquivo para janeiro 5th, 2021

[:pt]Alegria e dialogia[:en]Joy and dialogue [:]

05 jan

[:pt]É praticamente impossível pensar em polos opostos, mas em dialogia hermenêutica é possível deixar os pré-conceitos de lado para realizar uma fusão de horizontes.
São polos opostos que produzem energia, por exemplo, são forças contrárias que mantém o equilíbrio, o desiquilíbrio é justamente uma força romper a outra como é o caso da fissão atômica, que produz uma bomba, mas mesmo assim dominada é uma energia.

O respeito ao Outro, em tempos de pandemia significa observar a distância, usar máscaras e se solidarizar com os que sofrem os efeitos da pandemia, também na questão social.
A importância de princípios, ou espiritualidade ou mesmo o divino entre nós, é necessário para que isto seja feito sem que a possibilidade de ruptura seja a única alternativa, e as vezes é.
A alegria que experimentamos quando nos abrimos aos outros, abrindo mão até dos próprios pré-conceitos (todos temos conceitos sobre a vida, a verdade, etc.) é inconcebível, mas sempre real.
O problema levantado pela filosofia do Outro, que não é o mesmo, é o primeiro princípio para uma autêntica dialogia, em tempos de cidadania global ela será mais que necessária, será a única fonte rica para diálogo e harmonia entre povos e culturas.
A não aceitação do Outro, seja cultural, social ou etnicamente é a razão dos conflitos atuais, além dos atos feitos sem nenhuma ética, mas aquela ética spinoziana que cada um tem seu propósito.
A alegria é possível mesmo em tempos sombrios.[:en]It is practically impossible to think of opposite poles, but in hermeneutic dialogue it is possible to put preconceptions aside to fuse horizons.
They are opposite poles that produce energy, for example, they are opposing forces that maintain equilibrium, the imbalance is precisely one force breaking the other as is the case of atomic fission, which produces a bomb, but still dominated is an energy.

Respect for the Other, in times of a pandemic, means observing the distance, wearing masks and showing solidarity with those who suffer the effects of the pandemic, also in the social question.

The importance of principles, or spirituality or even the divine among us, is necessary for this to be done without the possibility of rupture being the only alternative, and sometimes it is.
The joy we experience when we open ourselves to others, giving up even our own preconceptions (we all have concepts about life, the truth, etc.) is inconceivable, but always real.
The problem raised by the philosophy of the Other, which is not the same, is the first principle for authentic dialogue, in times of global citizenship it will be more than necessary, it will be the only rich source for dialogue and harmony between peoples and cultures.
The non-acceptance of the Other, whether culturally, socially or ethnically is the reason for current conflicts, beyond acts done without any ethics, but that Spinozian ethic that each has its purpose. Joy is possible even in dark times,[:]