RSS
 

Redes Sociais são testadas para desastres naturais

27 Set

Na última sexta-feira, conforme noticiou o CNN online,  o Facebook e o feed do Twitter foram testados para o caso de um Tsunami na costa da Califórnia, o teste foi lançado para saber qual a reação destas mídias sociais no caso de um desastre natural,  pela Universidade Estatal de São Diego (SDSU), nos EUA.

Ao meio dia de 24/09 a notícia foi lançada por especialistas uma simulação de desastres naturais feitas no Centro de Visualização Imersiva  (VizLab) da SDSU para testar à reação da mídia social e sua resposta a uma possível crise.

O  exercício 24(x24) colocado no google, como foi chamado, participaram 15 países, incluindo Estados Unidos, e organizações como as Nações Unidas e a Cruz Vermelha, várias empresas, organizações sem fins lucrativos e os indivíduos envolvidos.

A idéia é testar a velocidade e alargar o âmbito das respostas no caso de uma catástrofe de grandes proporções, e como usar os sites de redes sociais como Facebook e Twitter.

O comunicado colocado nas redes sociais informava: “Em última instância, o objetivo é chegar lá mais rápido, responder de forma mais eficaz de salvar vidas, comunidades, empresas, etc”.

Os organizadores informavam também que todas as mensagens sobre o desastre fictício era claramente identificadas como falso na Web, já que o objetivo não era causar pânico.

Segundo Akshay Pottathil, diretor do Laboratório Viz, o esforço do grupo global é do tipo que organizadores de eventos de colaboração estâo procurando para justificar estas plataformas, ou seja: o “X24 oferece uma plataforma para analisar e resolver os desafios técnicos e políticos, através da implementação de tecnologias e sinergias orientadas para reforçar a colaboração entre agências”, e um evento desta natureza pode auxiliar este desenvolvimento.  Afirmou ainda “Esperamos, finalmente,” ligar os pontos “para a fusão de dados e de reconhecimento de padrões em segurança interna e a defesa do pais”.

Após o término do exercício, os organizadores irão gerar um relatório pós-ação identificando as melhores práticas e as fraquezas das respostas observadas durante o X24. O relatório vai orientar esforços e respostas em exercícios futuros.

 

Tags:

Deixe um comentário

Você deve estar Logado para postar um comentário.