RSS
 

Posts Tagged ‘Kindle’

Novos e-readers e tablets Amazon

19 Set

Com imagens vazadas do Voyage no dia anterior, em sites da Amazon do Japão e da Alemanha, a Amazon anunciouNovoKindle ontem o seu novo Kindle de 300 ppi (pixels per inch), com espaço de 4GB em disco e peso de 188 gramas.

Os novos modelos são o e-reader Fire HD X com tela de 8.9 polegadas e o Kindle Voyage com tela de 6 polegadas, mas o Fire Phone está encalhando, com apenas 35 mil unidades vendidas até o presente momento.

O e-readers Voyage tem duas versões com Wi-Fi (vendido nos EUA por US$ 199) e a versão 3G e Wi-Fi (U$ 269), que prometem aquecer a disputa de mercado.

Os tablets ainda não tem previsão de chegarem ao mercado, mas o e-readers já estão em pré-venda no site Americano da Amazon, no Brasil ainda não há previsão.

O uso de tela de toque e uma nova opção de virada de página, com um sensor embaixo do painel ou virar suavemente como se fosse uma página nos cantos do painel.

Uma nova característica que pode atrair muitas pessoas é o recurso de quem está aprende4ndo inglês como segunda língua, há um aplicativo chamado Word Wise, com definições simples de palavras difíceis quando você está lendo um texto e aparece, por exemplo, a palavra riotous (desenfreada), clicando acima da palavra aparece “muito excitante” para a frase .

Os e-readers já estão na pré-venda no site americano da Amazon e devem ser enviados aos clientes em outubro, mas sem previsão para o Brasil.

 

Amazon começa vender Kindle HD

24 Mai

A Amazon começou a vender nesta quinta-feira o tablet Kindle Fire HD, em duas versões de 8,9 polegadas e  de 7 polegadas, entreos 170 países incluídos, segundo o site Mashable, estão os EUA, KindleFireHDReino Unido, Alemanha, França, Espanha, Itália e Japão, mas o Brasil fica de fora.

Mas o dispositivo só será entregue a partir de 13 de junho, segundo o site o dispositivo de 7 polegadas custa US$ 214, sem frete, já o de 8,9 polegadas sai por US$ 284.

Amazon.com teve uma alta de 22% na sua receita no primeiro trimestre, saltando para US$ 16,07 bilhões, devido principal a alta nas vendas de conteúdo digital, nos serviços de computação em nuvem e ganhos em seu principal negócio de varejo: os livros.

Por aqui, as opções seguem sendo o Kindle tradicional e o Kindle Paperwhite que custa o R$ 479, sendo o modelo de e-reader mais avançado no país.

 

A Amazon monta filial no Brasil

20 Out

Após falsos anúncios de desembarque no país, e a contratação de um executivo da Apple, Alexandre Szapiro, que deixou a empresa em agosto passado, é provável que a venda de e-books da Amazon comece no mês de novembro, informa a revista Exame.

É oficial, pois junto a Junta Comercial, Mauro Widman irá comandar a empresa, após comandar a área de criação de e-books da Livraria Saraiva, passa agora a se dedicar apenas aos negócios relacionados ao Kindle.

Widman havia chegado à Amazon em janeiro deste ano e agora comando o empreendimento no Brasil, sendo que o seu endereço comercial já está estabelecido que é o Centro Rochaverá, localizado no bairro Vila Almeida, ao lado do shopping Morumbi, zona sul da cidade de São Paulo.

A empresa, que segundo a IstoÉ Dinheiro faturou U$ 48 bilhões no ano passado, terá como alvo o setor de livros, mas depois pretende atuar nos 131 segmentos de mercado de e-commerce que já atua nos EUA.

 

Novo Kindle paperwhite

01 Out

Com lançamento em vários países incluindo parte da Europa, o Kindle Paperwhite e o Glo Kobo, prometem um upgrade no setor de e-reader, prometendo uma “melhor experiência de leitura” para os leitores.

A novidade deste Kindle é que possui retroiluminação, o que permite a leitura no escuro. De acordo com a Amazon, o dispositivo tem uma tela com 62% mais resolução que o anterior e 25% mais de de contraste, poristo o nome Paperwhite (papel branco).

O fabricante garante ainda que este tipo de iluminação não cansa os olhos, já que usa luz LED que incide diretamente na tela e que imita a luz ambiente, o dispositivo conta com 6,1 mil~imetro de espessur, 212 gramas de peso e bateria que dura até 8 semanas mesmo com a luz ligada.

Ele terá duas versões distintas, uma com Wifi e outra tendo também 3G, custarão no exterior 119 e 178 dólares respectivamente, mas a compra ainda é sob encomenda, no site da Amazon.

 

Kindle Touch 3G chega ao Brasil

30 Mar

A Amazon anunciou seu leitor de e-books com tela Touch Screen e ligação 3G, que começou a ser divulgado na quarta-feira e uma das novidades é uma interface multilíngue que “fala” também um português bem brasileiro, sendo o site ZTop.

O dispositivo chamado Touch 3G será o sucessor do Kindle Global Wireless lançado em julho de 2010, que também havia chegado ao Brasil, mas o novo equipamento vem com tela de 6 polegadas sensível ao toque, com resolução 600 x 800 pixels, com 16 níveis de cinza 4 GB de memória e tela chamada E-lnk bem confortável para a vista.

Além do serviço de nuvem da empresa, a propaganda diz que ele pode armazenar até 3 mil livros, mas a memória interna de 4 GB não é expansível.

Você pode visitar a página do produto , há também uma ferramenta on-line com acesso 3G que facilita a consulta.

O aparelho custa cerca de U$ 190 (R$ 350), mais as taxas de importação e frete.

 

Os novos modelos Kindle

11 Out

O modelo Touch como o nome diz tem touchscreen (sensível ao toque) com e-ink (a tinta digital usada nos aparelhos Kindle da Amazon). O aparelho está disponível em duas versões, com 3G (149 dólares) e sem 3G (por 99 dólares). Contudo, a maior novidade fica para o aparelho padrão da Amazon, o Kindle básico, sem tela touchscreen, que custará a partir de agora, apenas 79 dólares, o que é um preço extremamente barato para um aparelho de alto nível como esse.

O novo Kindle Touch usa tecnologia infravermelha no seu sistema touchscreen. Isto significa que com zonas de toque na tela, ao contrário dos tradicionais botões (que estão cada vez mais perdendo espaço no atual mercado de gadgets que agora vão se tornando ícones na tela de toque). O modelo com 3G tem internet sem fio e ilimitada e gratuita, claro esperamos que o serviço seja bom para realmente funcionar.

Até mesmo o Kindle mais padrão, sem touchscreen, teve uma melhora significativa. Não tendo mais o descartável teclado físico, é menor e mais leve e ainda será mais rápido que seu antecessor, assim tem tudo para conquistar o mercado reader, mas não é um iPad.

Já o sofisticado Kindle Fire, que será usado principalmente para filmes, músicas etc. que são coisas que qualquer tablet já faz hoje em dia faz. Pode-se esperar por um aparelho de excelente nível vindo da Amazon, sim já que o Kindle acertou em novidade que fez o maior sucesso alguns anos atrás, mais no exterior que no Brasil, pois aqui a rede que permitiria um bom funcionamento do equipamento era inexistente, hoje ainda é um 3G muito ruim.

O Amazon Prime, é um serviço de vídeos que oferece mais de 11 mil filmes e shows para a TV, através de parcerias com canais como CBS, NBC Universal e Fox. Através do Amazon Web Services o usuário term acesso a serviços como Netflix, ESPN, Twitter, e outros.

Tem acesso a Facebook, twitter e outras redes sociais, mas não tem os aplicativos que já são tradicionais em tablets, pode-se dizer que é tablet barato com funções reduzidas, mas é uma opção barata para leituras, videos e músicas.

Os novos aparelhos já estão em pré-venda, mas só chegam no Brasil dia 21 de novembro .

 

Amazon faz projeto de emprestar livros

14 Set

Segundo o Wall Street Journal de segunda-feira a maior empresa de venda de livros on-line está negociando com os editores, mesmo ainda não tendo muito claro como trabalhar a ideia de empréstimos de livros, mas com muita chance de tornar-se realidade.

O jornal cita algumas “pessoas familiarizadas com o assunto”, que alguns editores temem que tal serviço pudesse reduzir o número de pessoas que compram livros e prejudicar suas relações com outros distribuidores.

Segundo as mesmas fontes, a Amazon disse aos editores que seria a criação de uma biblioteca digital de livros antigos, mas que os livros novos estariam somente a venda.

Isto seria um serviço disponível aos clientes da Amazon Prime, o serviço premium da empresa, que oferece transporte rápido de filmes e programas de TV para empréstimo.

A Amazon é a fabricante dos populares Kindle leitores eletrônicos que, pode-se pressupor, seria o principal serviço do aparelho para qualquer serviço de livro digital incluindo os empréstimos.

A ideia e fazer um dispositivo além do dispositivo atual do Kindle que é muito básico, este novo permitiria reproduzir filmes, músicas e outros conteúdos, livros também, baixados da Amazon segundo o jornal.

Rumores que a Amazon estaria fazendo um novo tablete desde o ano passado, conforme o site Techrunch. Alguns relatos dizem que a empresa baseada em Seattle, é uma parceria com sul-coreana Samsung fabricante, que irá construir o dispositivo.

O dispositivo vai além do Kindle para permitir que clientes para reproduzir filmes, música e outros conteúdos – os livros, também – baixados da Amazon.com, como fez com o Kindle, mas vai terceirizar a produção para algum fabricante asiático.

Solicitada sobre o assunto, Amazon não retornou imediatamente nenhum comentário, mas este plano pode ter alguns meses pois em julho foi anunciada a compra da livraria britânica virtual The Book Depositary, por uma quantia ainda não divulgada na época e nenhum plano foi esclarecido naquele momento.

 

Livros digitais superam livros impressos em vendas

20 Ago

Segundo a coluna Epicenter da revista on-line Wired, os livros digitais foram superados pela primeira vez no mês Leia o resto deste post »