RSS
 

Games e a geração Z

13 Dez

O filósofo Bernad Sits (The Grasshopper, Games, Life and Utopia, 2005) é um dos raros a tentar analisar as consequencias desta geração ligadas aos games e youtubes, eu tenholudens pelo menos algo a comemoram, estão foram da grande imprensa e da TV, mas será que isto basta ?

Segundo Bernard Suits, esta geração busca três aspectos basicamente definidos assim: Um objetivo lúdico pré-definido, regras constitutiva claras (adultos nem sempre fazem isto, mudam o tempo todo) e principalmente a atitude lúdica.

 

Em seu livro The Grasshopper, Games, Life and Utopia (2005) também discorreu sobre o tema em seu livro, seu foco primário que são os jogos, alegando ser possível interpretar todos os tipos de jogos, baseando-se em três conceitos: um “Objetivo Lúdico* Pré-definido”, “Regras Constitutivas” e “Atitude Lúdica”.

Uma análise que podemos fazer fora do livro é que um jogo, tem um significado especial para cada jogador, que se sente motivado a seguir as regras do jogo, mesmo que estas limitem a liberdade do jogador, eles as conseguem seguir por que são claras (uma atitude lógica correta, mas preocupantes pouco humana) fazendo com que ele tenha que superar voluntariamente obstáculos desnecessários, se há uma lógica consegue transpô-los, mas a vida as vezes se apresenta com carácteres ilógicos.

Sobre a atitude lúdica, embora os jogos sejam feitos por grandes corporações, visando lucros, é cada vez menos comum crianças brincarem de corda, esconde-esconde e outras atitudes mais diretamente interativas humanas, as crianças não tem culpa disto, vivemos num mundo com falta de tempo.

Pior do que isto os adultos rejeitam o homo ludens, tem dificuldade de lidar com isto, e aparentemente a geração Z, adolescentes de hoje, enfrentarão isto de modo mais duro, por junta-se uma crise conjuntural econômica e humana mais forte, onde poderemos dar equilíbrios a estas crianças ?

Adultos veem apenas isto como “muito estímulo”, e não como estímulos em uma única direção, o lúdico é importante, mas a vida deve entrar no “joguinho”.

Leia artigo de Bernad Suit em Ethics, Vol. 77, N.º 3 (Abr., 1967), pp. 209–213, disponibilizado em:http://criticanarede.com/avidaeumjogo.html

 

Tags:

Comentários estão fechados.