RSS
 

Porque a banda larga não anda no Brasil

19 Jun

Segundo o órgão governamental, o IPEA, em um estudo intitulado “Desafios e Oportunidades do Setor de Telecomunicações no Brasil”,   a maioria do montante dos investimentos do governo é para a expansão da rede já superada (e ainda mal implantada) 3G, é curioso como os interesses sobrepõem a vontade e o interesse do povo.

O montante de investimento será da ordem de 61 bilhões de reais, embora o investimento conte com uma projeção do setor privado, serão acrescidos cerca de 13 bilhões de reais que o governo federal vai gastar até 2014 com a implantação do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga), mas quase nada se fala dos destinados aos programas de inclusão digital ainda incipiente,  serão gastos 3,2 bilhões de reais só para reativar a Telebrás (1,5 já injetados).

Deste investimento “privado”, cerca de 26 bilhões de reais serão financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES ) e parte destes recursos já foram aplicados na infraestrutura para prestação dos serviços de banda larga, a maioria destinados a resolver os problemas privados da telefonia fixa e expansão das redes móveis.

Os próprios órgãos governamentais reconhecem que há uma defasagem no Brasil em telecomunicações, mas embora percebam que a carga tributária é um dos fortes componentes no preço elevado da telefonia no Brasil, um dos mais caros do mundo,  acredita que será  a Telebrás que resolverá isto, agora reativada pelo governo federal para gerir o PNBL, o que é um contra-senso porque mais estatal significa mais imposto.

Enquanto isto a Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (Federal Communications Commission) recomendará a implantação de uma rede de banda larga sem fio gratuita ou de baixo custo em todo o território norte-americano pelo valor de 15,5 bilhões de dólares (aproximadamente 28 bilhões de reais), segundo o site da Computer World., ou seja menos da metade do nosso investimento.

Seguem os protestos solitários de uma deputada no Amapá pela banda larga gratuita e de um deputado que promete ir à justiça contra a Telebrás, uma nova fonte de corrupção, tanto pela notícia sobre suas licitaçoes na Folha de São Paulo como pelo plano de negócios da Vivo anunciado também no mesmo jornal.

 

Deixe um comentário

Você deve estar Logado para postar um comentário.

  1. Mario

    19 19UTC junho 19UTC 2010 at 13:53 01Sat, 19 Jun 2010 13:53:19 +000019.

    Muito bom!
    So uma correçao de Milhoes para Bilhoes: 15,5 bilhões de dólares é aproximadamente R$ 28 Bilhões

     
  2. Mario

    19 19UTC junho 19UTC 2010 at 13:53 01Sat, 19 Jun 2010 13:53:19 +000019.

    Muito bom!
    So uma correçao de Milhoes para Bilhoes: 15,5 bilhões de dólares é aproximadamente R$ 28 Bilhões