RSS
 

Posts Tagged ‘ebook’

Revistas científicas em Ciências da Saúde

03 Out

Está disponível on-line gratuitamente o livro: Revistas Científicas em Ciências da Saúde: Visibilidade,Livro Revistas na Saude forma e conteúdo, publicado pela Editora da Faculdade de Saúde Pública e Organizado mim e pelas pesquisadoras: Vânia Maria B. de Oliveira Funaro, Lúcia M. S. V. Costa Ramos e Rosane Taruhn e prefaciado pelo Dr. Flavio Fava de Moraes.

Na apresentação o Prof.  O livro não trata a questão das Revistas Científicas apenas como uma meta de divulgação de resultados para uma comunidade interessada. É muito mais, pois considera sua base teórica, conceitual, metodológica, comparativa, moderna e pedagogicamente impecável, o que só poderia ser obtido agregando-se aqui pessoas de comprovada capacitação nas temáticas selecionadas”.

Esclareço na apresentação que a adoção desta forma significa: “no caso da produção científica … a inclusão de leitores e consumidores de conteúdos em um processo que permite acesso ao ´capital distribuído´, ou seja, conteúdos na Web, ampliando e facilitando o processo de disseminação da informação”.

No primeiro capítulo as autoras analisam em que revistas, nacionais e estrangeiras, publicam os pesquisadores de alguns projetos financiados pela FAPESP, selecionados com critérios, na Biblioteca Virtual do Centro de Documentação e Informação da FAPESP.

O segundo capítulo analisa as Revistas brasileiras em Saúde Pública: aspectos de edição, forma e conteúdo, as autoras, integrantes do Grupo de Pesquisa em Comunicação Científica em Saúde Pública do CNPq, fazendo uma análise profunda de 22 títulos nacionais.

O terceiro capítulo traz as revistas brasileiras em nutrição: forma e temática traz importante contribuição para uma área ainda considerada incipiente no cenário brasileiro, a Nutrição.

O quarto capítulo traz as revistas brasileiras de Odontologia e seus canais de divulgação da pesquisa científica, trata do estado-da-arte das revistas científicas brasileiras de odontologia em relação à evolução das mesmas no decorrer dos anos interligada à qualidade, à indexação em bases de dados e sua à visibilidade internacional.

O quinto capítulo, os autores trazem as Revistas científicas da área de Enfermagem na América Latina e Caribe revela, em sua introdução, o profissional dessa área, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, qualificada para o exercício da profissão, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos.

É só consultar a Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública da USP no link indicado.

 

Ebook: discussão de preços vai parar na justiça

19 Mar
Segundo notícia do Wall Street Journal, o Departamento de Justiça americano vai processar a Apple e cinco editorais norte-americanas, a saber: Harper Collins Pub, Hachette Book Group, MacMillan Pub, Penguin Group e Simon & Schuster por “conspirarem para aumentar os preços” de livros populares, e um episódio recente da Amazon confirma isto, onde um grupo de editores independentes deixou de fechar negócio com a Amazon.

Quando do lançamento do primeiro iPad há dois anos, as editoras de livro mudaram para uma forma de fixação de preços chamado “modelo de agência” no qual as editoras definem seus próprios preços, diferente do modelo tradicional de atacado no qual os editores definem um preço de varejo e os varejistas estabelecem seu próprio preço de venda.
A ação é, aparentemente, com base nas alterações feitas à forma como as editoras cobram por e-books quando a Apple lançou o primeiro iPad há dois anos. As editoras de livros começaram a usar um “modelo de agência” em que as editoras definir seus próprios preços e-book, ao invés do modelo tradicional de atacado no qual os editores definir um preço de varejo e varejistas estabelecer seu próprio preço de venda.

Este modelo se materializou em 2010, quando os editores de livro pediram para Amazon para aumentar seus preços de e-books fixados em U$ 9,99 e teve novo avanço recente quando fracassou uma negociação da Amazon com um grupo de editores independentes, os títulos populares da editora MacMillan, por exemplo, desapareceram do site da varejista on-line.
 

Aplicativo padrão para HTML5 e epub3

15 Fev

O órgão que é um fórum internacional para publicação digital IDPF, lançou um aplicativo que para o formato ePub3, que facilita o uso de vídeo, áudio e outras funções dentro de eBooks.

Para dar agilidade ao processo o IDPF, lançou o Readium, que ficará ligado ao navegador Chrome que permite além do ePub3 o  HTML5, que pode ser instalado independente do sistema Windows, Linux ou iOS (Mac).

Este dispositivo deve melhorar a experiência de leitura, adicionando funcionalidades, sem a necessidade de recriar o aplicativo inteiro, ou seja incorporado no browser.

Nos testes o Readium mostrou-se um aplicativo ainda cru, um pouco confuso quando usado na versão 2.1 do ePub, embora a interface seja muito bonita.

A previsão é que até o final do primeiro semestre o Readium seja lançado para todas plataformas incluindo o sistema Android.

 

Formatando e facilitando a leitura de ebooks

26 Nov

Diversas ferramentas e formatadores de ebooks podem melhorar o conforto de leitura e facilitar a organização dos documentos no seu computador, tablet ou repositório.

ICE Book Reader é um aplicativo para leitura de livros digitais, mas que inclui conversores de formatos de livro, MP3, livros vídeo / DVD, criador de slideshow com suporte nativo para txt, rtf, html, xml, EPOC livros (TCR), MS Docs, Palm books,  Microsoft Reader e toda versões de Fictionbook (.FB2 e XML). Pode ser ainda diretamente: zip, rar, arj, lzh e HA.

Ele tem 5 modos de leitura, deslocamento automático suave, page-down suave, rolagem automática, navegação manual e “modo de visualização livro”, além de possuir modos gráficos de renderização de texto que permite a visualização rápida de qualquer tamanho a partir de 16 a 128 GB.

Falando em formato gráfico, é possível ajustar as propriedades de fonte: tamanho, cor, atributos, tipo de letra (negrito, itálico …), espaços entrelinhas, espaços de parágrafo.  Como resultado, o texto visível fica muito denso, sem distorções visíveis.

O Book Reader Professional ICE “lembra” a última posição em cada arquivo leitura, como marcadores automáticos que podem ser em qualquer número.

Há um grande número de ferramentas, uma delas é o Mobipocket Reader Desktop, com uma interface intuitiva e anotações possíveis de procurar em dicionário se configurado, suporta html, txt e pdf; mas lê todos os formatos em sincronia com BlackBerry ou PDA.

Outro software é o Calibre, este mais adaptado a bibliotecas, por suporta com facilidade os formatos populares ePUB, PDF e MOBI, é um aplicativo open source de e-books que suporta conversões de arquivos que sejam extensos, e podem ser configurados para sites e feeds RSS convertendo-os em formato compatível.

Algumas outras ferramentas com limitações, mas interessantes em ambientes, por exemplo, para organizar sua EbookReader (da Sony)  biblioteca digital pois manipula fisicamente os arquivos, YBook é um software para proporcional sua experiência de “papel” em ebooks, o TextReader tem características interessantes para abrir arquivos zip e é usada no projeto pioneiro Gutenberg e muitos outros (GrabMyBooks que é complemento do Firefox, ePubr para Android, Cocoon para Apache, etc.)

 

Obras raras, o homem vitruviano e a harmonia

17 Set

Quem pensa que os ebooks gratuitos ainda não chegaram, estão desconectados, há um grande número de obras disponíveis para download, acesse o endereço worldebookfair.com a partir de hoje, escolha o livro e leia, gratuitamente, no seu computador.

Em agosto chegaram a 300 mil livros on-line, foi dos projetos: Gutenberg (postamos recentemente de seu fundador Michael Hart recém-falecido) e World e-Book Library, sem fins lucrativos e baseados nos Estados Unidos, mas também com escritórios na Europa e Austrália.

A USP disponibiliza diversas obras no site da Brasiliana, e tem um site específico para de download para obras raras obras raras  algumas obras raras como os textos de Vitrúvio Polião, em latim Vitruvius Pollio, que foi um arquiteto e engenheiro do século I a.C. Ele deixou como legado a sua obra em 10 livros, aos quais deu o nome de De Architectura (aprox. 27 a 16 a.C.) que constitui o único tratado europeu do período greco-romano que chegou aos nossos dias e foi fonte de inspiração a diversos textos sobre construçõe hidráulicas, hidrológicas e arquitetônicas, a republicação de sua obra no décimo livro, no período renascentista pode ser visitada.

Também se encontram para download nos sites: da Prefeitura Municipal de São Paulo, Biblioteca Nacional e no site domínio público do Ministério da Educação. Também Portugal tem uma biblioteca virtual com inúmeros títulos para download e quem gosta de clássicos podem encontrá-los em Classics Archive.

O homem vitruviano, desenho de Leonardo Da Vinci e obra ícone do período renascentista refere-se a este notável pintor, engenheiro e arquiteto, em referência a Vitrúvio Polião.

Esta perfeição simétrica idealista ao mesmo tempo em que era um passo importante na concepção estética do renascimento e da construção da modernidade, foi a que levou a Newton e Descartes pensarem numa “harmonia celestial” de onde deriva boa parte do pensamento idealista moderno, que dividindo esta harmonia “em partes” seccionou o pensamento e criou um ideal de harmonia e beleza muitas vezes totalitário.

Assim esta “perfeita harmonia” deu origem ao pensamento dualista, que tem na raíz esta ideia de perfeição “idealista”, de onde originam as contraposições entre bem e mal, matéria e espírito, alma e corpo, limitado e ilimitado, uno e múltiplo, liberdade e determinação, sujeito e objeto; sendo estes dois últimos motivações deste blog.

Leibniz, Espinoza e Malebranche se opunham a este dualismo e criaram correntes monistas, enquanto para Espinoza esta “perfeita harmonia” vinha da Natureza e o homem deveria se adequar a ela e isto seria a própria expressão visível de Deus; para Leibniz era o fato de que somos criados a partir de uma substância única que ele a chamava de “mónada”, e a ideia da busca de correspondencia entre números e substâncias é insana, e a teoria da relatividade e a física quântica o demonstraram. Malebranche desenvolveu o ocasionalismo.

 

iPad tem processo por preços de e-Books

11 Ago

Apple e um grupo de editores de livros foram acusados ​​em um processo por praticar uma forma ilegal a fixação dos preços dos e-books para “aumentar os lucros e forçar a rival Amazon a abandonar os descontos de preços pró-consumidor preços”, segundo a CNet News.

O processo afirmar que a Apple e as editoras de livros empregaram um “modelo de agência”, na qual os editores definem seu livremente seus preços de e-books preços, já o  modelo tradicional de venda os editores definem um preço único para o varejo enquanto os varejistas definem seu preço de venda própria a partir da competição no mercado.

A ação judicial foi apresentada no tribunal distrital do norte da Califórnia, e duas testemunhas foram arrolados: Anthony Petru de Oakland, Califórnia, e Mathis Marcus de Natchez, Mississipi, que teriam comprado ao menos um título do e-book por $ 9,99, supostamente pagando preços mais altos por este modelo de preços da agência.

Este modelo modifica o modelo que se fixou em 2010 modelo materializou quando  as editoras questionaram a Amazon por aumentar o preço dos e-books em seu site, no entanto a Amazon manteve-se firme em sua afirmação de que qualquer coisa acima de 9,99 dólar era muito cara, os beneficiados é claro foram os leitores de e-books.

A Apple tenta modificar esta lógica junto com editores, inflacionando preços de e-book.