RSS
 

Arquivo para janeiro, 2013

Campus Party Brasil 2013

31 Jan

Campus Party trouxe o austronauta Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua, que de novidade, disse apenas que Marte é o próximo astro a ter a pegada humana, outra palestra foi do fundador da Atari, Nolan Bushnell, e terá uma série de cursos, oficinas, cursos e diversões.

Há quem diga que este evento é dos “nerds”, mas parece mais algo de de “aficionados” (no sentido lato do termo, ficção) e de grande penetração de empresas, em especial, das nacionais relacionadas ao setor.

No dia de ontem apareceram dois grandes temas da atualidade: Big Data. Com José Papo, engenheiro da Amazon Web Services e professor da PUC-SP e Rafael Zanatta, mestrando em direito pela USP e pesquisa da vida e obra de Aaron Swartz, jovem ativista digital que recentemente se suicidou.

Procurando start-ups da área, Nolan Busshnell (autor do livro Procurando o próximo Steve Jobs), o funador da Atari falou de sua trajetória nos seus 40 anos de tecnologia.

O Campus Party Brasil 2013 começou dia 28 de janeiro e termina dia 03 de fevereiro de 2013 no Anhembi-SP.

Os destaques de hoje são o empresário e escritor da cultura digital Don Tapscott (que fala as 19 hs) e o fundador da Singularity University, Salim Ismail (que fala as 13 hs), ambos podem ser acompanhados por vídeos na internet.

Don Tapsctott tem livros famosos e ao contrário de muitos críticos dos jovens, a chamada geração Y, ela a define como a mais inteligente, mais capaz e responsável por uma revolução na economia e no comportamento global.

 

Brasileiros são os que mais crescem no Facebook

30 Jan

No ano passado o número de pessoas no Facebook era de 35 milhões, no final do ano esta população virtual saltou para 65 milhões, sendo o segundo no mundo (os EUA tem 164 milhões) e o que mais cresceu em 2012.

A rede social tem um escritório no Brasil desde novembro do ano passado e contratou nada mais nada menos que Alexandre Hohagen, ex-presidente do Google Brasil, mostrando o investimento pesado no país.

O escritório parece desarranjado, mas tudo é para dar mobilidade máxima aos funcionários onde as mesas, por exemplo, podem ser erguida permitindo aos profissionais trabalharem de pé, mas a rotina do dia a dia segue a “linha” americana.

Para o trabalho há diversas salas de reuniões em ambientes diversificados, quase sempre sem paredes e visuais ultra modernos e muito espaço que permita a livre e aberta interação entre os funcionários.

As salas de reuniões, informa o TechTudo, tem nomes de coisas “que procuram representar o Brasil”, tais: como São Paulo, Paulista, brigadeiro, Maracanã, Ibira e Masp.

Se algum ambiente virtual puder substituir o “planeta” Facebook, terá que ser mais moderno, livre e aberto.

 
Comentários desativados em Brasileiros são os que mais crescem no Facebook

Postado emNoosfera, Redes Sociais

 

Tablet Nexus 7 custa 3 vezes menos nos EUA

29 Jan

Anunciado pelo Google no ano passado, o Nexus 7 já chegou no Brasil, mas num valor de quase 10 vezes o preço do americano.

Nos EUA ele custa U$ 199, a única loja que o vende no Brasil ele custa R$ 1299,00, é o chamado custo Brasil.

O tablet é uma parceria Google e Asus, ele usa o sistema operacional Jelly Bean, o Android 4.1, tem 15 GB de memoria, usa processador 1,4 GHz com resolução e 1280×800, tem câmera frontal de 1,2 MP, conectividade Wi-FI, com 3G ainda não chegaram aqui.

Vale a pena, mas o preço como tudo no país tá salgadinho, como tudo por aqui, não sei mais como medem a inflação e os impostos.

No Japão, o aparelho já bateu o iPad nas vendas, de acordo com o jornal com o jornal Nikkei, o Nexus 7 alcançou 44% do mercado japonês, deixando para trás o gadget da Apple com 40,1%, segundo um levantamento da empresa BCN feito em dezembro de 2012 com 2,4 mil lojas de equipamentos eletrônicos.

Pelo tamanho (7″), é provável que sua concorrência será com o mini iPad, ainda sem data de lançamento no país.

 

Nanotubos e fundamentalistas

28 Jan

Uma nova onda de fundamentalistas contra a tecnologia é dizer que a nanotecnologia causaria câncer e representaria um perigo para a humanidade, pior ainda alguns reduzem a nanotecnologia ao extraordinário avanço na ciência das materiais que é o nanotubo de carbono.

Estruturas de carbono (depois do silício um dos materiais mais comuns na natureza) os nanotubos são construídos com em estruturas cilíndricas (por isso tubos) de diâmetro de comprimento na proporção de um quinto de um nano-metro (10-9) do metro por isto nanotubo), mas relativamente maior que muitos materiais na natureza (do que o amianto que é cancerígeno, por exemplo), sendo uma espécie de moléculas de carbono, com propriedades incomuns de resistência, condutividade e ótica por isto pode ser aplicada em nanotecnologia, que é algo mais amplo.

Em termos de propriedades químicas são da família do fulereno, e forma um tubo com a camada externa da formada pelos átomos de carbono, estes chamados de grafeno que tem propriedades condutivas ainda superiores ao nanotubo.

Os nanotubos poderão revolucionar a indústria automotiva, da construção civil e até mesmo a tecelagem, mas não há nenhuma indicação de uso para cosméticos ou indústria alimentar, de modo que nao há perigo para os seres humanos.

Nanotubos de carbono individualmente são mais fortes do que o aço, altamente condutores, tem grandes propriedades ópticas, mas os nanotubos individuais não são tão úteis.

Os pesquisadores que tentaram construir materiais a partir deles, tiveram problemas para obter estas propriedades de escala a partir de tubos individuais para estruturas maiores.

Isto porque a tendência deles é formar nanotubos como emaranhados na forma de espaguete (só o formato, não é de comer), em que cada ponto de contato tubo-a-tubo pode comprometer a resistência.

Mas ao longo dos últimos anos, cientistas de materiais foram aprendendo a arrumar esses emaranhados e construí-los em escala maiores para ser de alguma forma aplicado a indústria como “material resistente” e mais leve.

Isto é muito diferente, de materiais introduzidos em cosméticos e protetores solares que são feitos também nesta escala (10-9) a partir de susbstâncias químicas chamadas nanopartículas, mas isto embora seja nanotech, nada tem a ver com nanotubos e outras tecnologias de materiais para circuitos e materiais de construção (sobre os cosméticos veja o relatório: do Friends of Earth), trocar um pelo outro (o nanotubo) é um sofisma fundamentalista.

 

Berners-Lee defende compartilhamento em Davoz

26 Jan

Lembrando a memória de Aaron Swartz, o programador e ativista, que se suicidou no início deste mês após enfrentar acusações criminais pelo download inúmeros trabalhos acadêmicos, Tim Berners-Lee afirmou em Davoz que os legisladores devem perceber que o acesso a informação não é necessariamente um crime.

“Parece haver uma profunda desconfiança de alguém acessar um sistema de computador”, afirmou. Deve haver um lugar para a legislação para lidar com os problemas de segurança cibernética, mas “o que pode acontecer é a legislação fica muito forte.” Para ele foi isso que levou ao exagero dos promotores americanos.

“Aaron era um hacker, no bom sentido. Ele usou a sua programação para tentar fazer um ponto”, disse ele. “Eles acabaram com a lei [que diz] que se você entrar em um sistema de computador em qualquer lugar, então você é culpado de um crime. Pouco importa se você estava tirando livros da biblioteca demais ou tentar destruir a infraestrutura de um país.”

O mundo compartilhado que Berners-Lee sonha, e todas pessoas de bem também, vai no sentido contrário das especulações financeiras e imobiliárias que estão levando o mundo a uma crise sem precedentes, milhões perdem emprego e o futuro parece incerto.

O Fórum Mundial Econômico em Davoz na Suiça começou dia 23 e se encerra amanhã.

 

Mozilla prestes a lançar seu smartphone

25 Jan

Mozilla publicou detalhes dos primeiros smartphones a ser alimentado por seu sistema operacional Firefox, revelou ainda que as duas versões serão chamadas Keon e Pico.

Os aparelhos estão sendo produzidos por uma pequena empresa espanhola que é a Geeksphone e inicialmente será voltado para desenvolvedores e dentro de um mês poderá haver seu lançamento oficial para o público em geral.

A plataforma é baseada na linguagem de programação web HTML5 e está será então comercializada oferecendo os desenvolvedores de software mais “liberdade” do que as outras alternativas, mas a concorrência neste campo também vem aí.

São elas o Blackberry 10, Ubuntu, Tizen e Sailfish, todos anunciando a liberação dos smartphones até o final de 2013, unem-se ao mercado já ocupado por Android, iOS, Windows Phone, Blackberry e Symbian 7, entre outros.

Um analista disse que ele não acreditava que havia espaço suficiente no mercado para que todos possam sobreviver, mas ao menos isto é significativo para termos mais liberdade para o código livre.

 

Novo pânico nos usuários do Instagram

24 Jan

Um grande número de usuários dos 90 milhões que usam o serviço ficou confuso com novos pedidos de alteração de termos de serviços e tendo suas contas bloqueadas.

O aplicativo agora integrado ao Facebook depois de sua fabulosa compra (veja nosso post), enviou um email no final de semana lembrando os termos do serviço, mas em muitos casos (como o meu) o aplicativo ficou “travado”.

Sim é fato e todo mundo sabia a mudança que começaria a partir do sábado passado (19/01), com novos termos de uso e política de privacidade do Instagram, mas as mudanças continuam a gerar confusão entre os usuários.

As mudanças anunciadas em dezembro fazia parecer que as fotos poderiam ser vendidas pelo Instagram (veja no portal g1), sem nenhuma remuneração ao fotógrafo, o que é no mínimo inescrupuloso.

O Instagram tenta desmentir sobre a queda no número de usuários, noticiada em vários blogs, disse o gerente Kevin Systrom ao AllThingsD : “O Instagram continua a ver um crescimento muito forte ao redor do mundo. Com as várias melhorias que fizemos no produto e na internacionalização, ficamos animados ao ver que esses esforços ressoaram entre os usuários globalmente”, mas os usuários estão atentos às manobras.

 

PEC 37 contra o combate a corrupção

23 Jan

A PEC 37 já aprovada na Câmara Federal, retira do poder judiciário a possibilidade de fazer investigações que ficam a cargo das polícias Civil e Federal.

O artigo da Constituição que será alterado é o § 10 ao art. 144 da Constituição Federal que definirá a competência para a investigação criminal pelas polícias federal e civis dos Estados e do Distrito Federal.

De autoria do deputado Lourival Mendes do PTdoB do Maranhão, e já votado na Câmara Federal tem causado protestos em todo o Brasil, em especial é claro do Ministério Público. Veja o link do Conselho Nacional de Procuradores, em todo país diversas campanhas foram lançadas.

Neste momento em que o Ministério Público investiga diversos casos de corrupção a lei é infeliz e um golpe na democracia brasileira.

O Ministério Público do Estado de São Paulo já lançou uma campanha que conta com 27 mil assinaturas e tenta barrar no senado este golpe contra o combate a corrupção.

 

NFC e a comunicação entre dispositivos

22 Jan

A tecnologia começa a aparecer em smartphones e demais eletrodomésticos caseiros, sendo uma evolução da comunicação a curta distância.

A sigla NFC (Near Field Communication) significa comunicação e troca de dados entre dispositivos próximos, permitindo principalmente a certificação de informação segura para saques, transações e compra sem dinheiro.

Os dispositivos devem estar a menos de um metro para permitir a troca de dados e conexão entre eles e devem estar nas próximas gerações de smartphones e eletrodomésticos, além de diversos tipos de cartões eletrônicos, até mesmo ingressos e cartões de identificação.

Entre os 140 membros que participam do Fórum NFC já estão as grandes empresas, tais como:
LG, Nokia, Huawei, HTC, Motorola, NEC, RIM, Samsung, Sony Ericsson, Toshiba, AT&T, Sprint, Rogers, SK, Google, Microsoft, PayPal, Visa, Mastercard, American Express, Intel, TI, Qualcomm, NXP entre muitas outras, as automobilíticas por exemplo.

 

Upload do Mega, de volta ao futuro!

21 Jan

Quem apostava no fim de Dotcom e seu poderoso Megaupload desista, a internet dos que desejam compartilhar recursos, documentos e informações continua viva.

O site diz: maior, melhor, mais rápido, mais poderoso e mais seguro, eis o MEGA.

Curiosamente exatamente um ano depois que os serviços eram retirados do ar por ordem judicial, e Kim Dotcom era preso e processado.

O serviço agora usa um sofisticado sistema de encriptação, armazenamento em nuvem e bloqueia qualquer conteúdo, fazendo que os dados permaneçam privados, o que é a segurança prometida, desta forma, só o dono pode compartilhar seus diretórios.

Com isto mesmo a empresa de Kim não pode manipular ou apagar dados que os usuários coloquem no ar, assim o sistema protege o usuário que coloca os dados lá.

É o direito a privacidade favorecendo o compartilhamento em nuvem, e agora ? Legalmente compartilhamos.