RSS
 

Arquivo para a ‘gadget’ Categoria

CES 2019 começou

09 Jan

A feira mundial de eletrônicos a CES (Consumer Eletronics Show) começou ontem em Las Vegas e vai até sexta feira(11/01), o que pode ser visto ali?
Este ano a novidade mais forte parece ser a Smart home, casa inteligente, muitas novidades, com o avanço da inteligência artificial, a casa que já tem aspirador eletrônico, controle eletrônico de luzes e aparelhos domésticos, vai começar a conversar com você.
A Smart TV já está aí, e ao contrário do aprisionamento, muita gente deixou de ver programas e canais convencionais de TV, usam para filmes, séries (substituindo as antigas novelas) e usa para passar vídeos Youtube e filmagens familiares, isto já está em mudança.
Aos poucos da diversão isto vai passando para áreas da saúde e da interação, nada a ver com o filme BlackMirrow (ver o post), aparelhos vestíveis fitness e equipamentos médicos para saúde.
Uma das empresas presentes é a Neutrogena, que trabalha com produtos relacionados a pele, capas de scanear um rosto humano em 3D e criar mascaras personalizadas para cada rosto, controles de pressão, glicose e outros já estão disponíveis nos mercados.
Mas a fiação e aparelhos para cada é que vai mudar radicalmente, TV sem cabos e conexões com uso de WiFi já estão disponíveis, um novo tipo de plugue já apelidado de “transformer plug” e as câmeras só para vigiar agora poderão fazer projeções em toda casa, incluindo as TVs e dispositivos da Web para a interação inteligente.
Robôs que limpam a casa e trazem coisas da geladeira até você, máquinas que dobram roupas, mascaras inteligentes de dormir, vasos sanitários auto-limpantes, já eram presentes no ano passado.
Então qual a novidade, será a inteligência presente nestes dispositivos e a comunicação com humanos, a feira promete algumas novidades.

 

A  tecnologia e as más notícias em 2017

27 Dez

O ministro Gilberto Kassab anunciou em janeiro deste ano que a banda larga teriaGoProFusion limite de dados, e a mobilização de usuários e até da Anatel foi imediata, também neste mês a boa e antiga Nokia (agora HMD global) anunciou sua adesão ao sistema Android, que vai se universalizando.
Em janeiro a Sul coreana Samsung admitiu os problemas de explosões com o Galaxy Note 7.
Fevereiro foi marcado por uma série de smartphones, como o revivido design do Nokia 3310, sem o mesmo sucesso imediata da primeira geração o Pokemon GO chegou ao mercado.
Em março a Nintendo lançou a console Switch, o ZenFone 3 Zoom é lançado no Brasil, e também os Galaxys S8 e S8+.
Abril foi o mês do alerta, a brincadeira de mal gosto Baleia Azul começou a se proliferar, também houve o caso do menino do Acre que deixou mensagens criptografadas e sumiu.
Maio foi o mês do vírus ransomware Wanna Cry, que afetou Telefonia e o FedEx europeu, em 3 dias o vírus foi neutralizado, mas a cobrança em bitcoins por arquivos capturados rendeu alguns milhões provavelmente, o autor ainda não foi identificado.
Em junho variações do WannaCry afetaram possível que a origem tenha sido na Rússia.
Em julho aparece o aplicativo de mural virtual Sarahah, o app é polêmico porque diferente dos spinners (anúncios virtuais), permite o anonimato que pode ser fonte de golpes.
Em agosto Andy Rubin, considerado pai do Android, lança o conceito de Essential Phone, mas como a maioria dos projetos Big Thing no mundo digital, ainda carece de evoluções.
Setembro foi o mesmo dos iPhone 8 e 8 Plus, e também uma edição comemorativa dos dez anos a versão iPhone X, mas a Chinesa Xiomi com o Mi Mix 2, e o ZenFone 4 apareceram no mercado.
Uma nova tentativa de modelo revolucionário foi o GoPro Fusion (foto acima), com câmera 360 graus.
Outubro o Google lança o Pixel 2 e o Pixel 2XL, após a compra desta divisão da HTC.
Novembro os lançamos começam a rarear, mas a Razer lançou o Razer Phone, e a Tesla lançou o caminhão semi automático e elétrico, mas ainda sujeito a evoluções.
Dezembro traz a pior notícia, a ideia de Trump de tirar a neutralidade da internet (empresas teriam mais “banda”) começa a prosperar, seria o fim e a total mercantilização ? esperamos que não, enquanto tecnofóbicos apenas criticam o mundo digital, os monopólios avançam.

 

Novo tablete Nokia imita iPad

19 Nov

NokiaN1Se você vai comprar um tablete talvez compense esperar um pouco e não aderir ao consumismo do Natal, um novo tablete Nokia N1 estará sendo lançado no primeiro semestre do ano com interface própria mas usando sistema operacional Android e muito barato.

Ainda não há informações sobre o lançamento no Brasil ou nos Estados Unidos, mas sabe-se que custará em torno de U$ 250 (algo tem torno de 750 reais), será distribuído pela Foxconn, mede 7,9 polegadas e pesa 318 gramas.

Bastante parecido como o iPad Mini, o equipamento todo em alumínio poderá trazer novidades a partir do acordo de 5,7 milhões de euros que a finlandesa Nokia fez com a Microsoft, ficando com seus negócio de equipamentos de redes e serviços, com isto a marca espera começar a recuperar uma parte do mercado perdido e voltar a se fortalecer.

O novo Nokia N1 tem memória RAM de 2 GB, armazenamento interno de 32 GNB, câmera de 8 MPixel com ajusto de foco (traseira) e 5 MP na câmera frontal, usa bateria de 5.300 mAh.

Vale a pena esperar, há chances de este tablete emplacar na relação custo x benefício.

 

Fornecedor da Apple e condições de trabalho

05 Set

Em um relatório de 25 páginas, o China Labor Watch investigou a fábrica da Apple no CatcherWorkApple Technology (Suqian), parte da taiwanesa da Catcher Technology chinesa, onde encontrou condições de trabalho perigosas, tendo substâncias inflamáveis espalhadas no chão de fábrica e saídas de incêndio e janelas bloqueadas, dizem diversos noticiosos como o ZeeNews da India.

O relatório foi merecer de críticas a vários fornecedores de peças para a Apple nos últimos anos, e isto ocorre pouco tempo antes do lançamento na próxima terça-feira do novo iPhone 6, a empresa que pratica código fontes bloqueados e aplicativos pagos está em cheque sobre as condições de seus fornecedores.

Segundo o China Labor Watch que havia detectado problemas na fábrica em 2013, com  várias violações de direitos trabalhistas e de segurança, a Apple havia se comprometido com reformas para melhorar as condições, mas estas empresas não cumpriram.

O comunicado enviado por email, a Catcher disse: “estamos profundamente preocupados com as reivindicações feitas pelo China Labor Watch, e levaremos o relatório muito a sério. Estamos comprometidos com o código de conduta de fornecedores da Apple e vamos investigar exaustivamente”, mas na verdade nada foi feito.

O China Labor Watch e o Green America  afirmam em comunicado conjunto que uma investigação no mês passado na Catcher Technology (Suqian), afirmam que as condições de trabalho estão fora dos padrões internacionais que são admitidos.

A Apple em comunicado separado, afirmou evasivamente que as instalações da Suqian são consistentemente superiores às normas internacionais de segurança.

 

Carioca de 12 cria aplicativo de notas

16 Mai

O estudante carioca Natan Gorin 12 anos, que cursa o 7º. ano de uma escola particular no Rio de Janeiro criou um aplicativo que já teve 28 mil downloads no site da Apple Store.

Segundo o estudante a ideia de criar o iBoletim surgiu no final ano passado por causa da costumeira correria de final de ano para garantir a aprovação, afirmou a um noticiário: “todo mundo me perguntava quantos pontos era preciso para passar de ano. É um cálculo simples, e eu sou considerado bom em matemáticas, mas como eram muitos colegas e são 15 disciplinas, acabava dando trabalho. Para facilitar, eu resolvi criar o aplicativo”, conforme o site Notícia Rio Brasil.

Logo os amigos aprovaram a ideia e foi o incentivo final que faltava.

O aplicativo, disponível para iPad, iPod e iPhone, é um gerenciador de notas e vai inserindo na medida que vai recebendo as notas vai inserindo e qual é o número de pontos para passar.

Apaixonado por matemática e tecnologia, Natan conta que aprendeu sozinho a linguagem para programar iPads, e queria desde 2011 desenvolver algum aplicativo, e a ideia do IBoletim é simples, permite escolher notas de 0 à 10 ou 0 à 100, o tipo, o número de matérias e quantos períodos tem notas atribuídas.

No site da Apple aparece como vendedora Ana Locatelli Gorin, provavelmente a mãe de Natan, mas o software é gratuito, tem versões em inglês e português, havia na manhã de hoje 83 pessoas que avaliaram e as avaliações em média são 4,5, em notas de 0 a 5.

 

Android supera iPad agora em aplicativos

08 Mai

Em junho de 2012 o sistema operacional móvel Android se tornava o mais na consulta a sites internet tem smartphones ou tablets, superando sistema iOS do iPad, de acordo com os números divulgados por Médiamétrie-eStat da França, onde também lá era superior.

De janeiro à junho 2012, Android passou de uma parte de 40,3% dos acessos à páginas Web móveis para 57,3%, enquanto que iOS despencava de 52,5% à somente 36%.

De julho a outubro, o Android chegava a 53.6% do mercado, crescendo 1.4% de acordo com a comScore, enquanto iOS teve caia mais dois pontos chegando a 34.3%.

No geral, 121.3 milhões de pessoas nos EUA que tinham smartphones no final de 2012, ou cerca de 50% do país usavam um Android.

Os downloads de aplicativos do Android já haviam superado também o iOs.

Agora segundo o site Idgnow, os envios de tablets “explodiram” em 142% no primeiro trimestre de 2013 em comparação ao mesmo período do ano passado, porque eles incluem os aparelhos Android, incluem os modelos mais baratos, conseguiram pela primeira vez superar o iPad e dominar o mercado neste início de mês.

Mas mesmo assim a Apple supera a previsão original da consultoria para o primeiro trimestre, que seria de vender 19,5 milhões entre iPads e iPads Minis, sua expectativa inicial era 18,7 milhões de unidades.

 

Donos do iPad3 podem ganhar novo de graça

25 Fev

Uma ação movida contra a Apple no Brasil poderá o novo tablet da empresa da maçã de graça para os donos do iPad3, logo após o lançamento já era visível a “redução de estoque” nas lojas da Apple, conforme notícia no próprio site MacMagazine.

O motivo é simples, por “obsolência planejada” do iPad, uma vez que o aparelho iPad 4 foi lançado em 23 de outubro do ano passado, ou seja, sete meses depois do iPad 3, e segundo Instituto Brasileiro de Política e Direito da Informática (IBDI) que move a ação, o aparelho foi lançado sabendo que ficaria ultrapassado em pouco tempo.

É fácil argumentar isto porque um aparelho leva de 6 meses a um ano para ser projetado ou atualizado (neste caso seria “upgrade”), portanto a empresa, ou já sabia disto ou iniciou o projeto do “novo” logo em seguida, ou até mesmo já estava em curso.

Além de receber o novo aparelho poderá haver uma multa, que segundo a ação, dependerá do número de compradores, o IBDI não tem este valor total que a Apple pode ser obrigada a pagar.

O iPad 3 começou a ser vendido no Brasil, num preço em torno de R$ 1.700 a R$ 2,300.

 

Apple pode mudar planos de Jobs

22 Out

Se Stevie Jobs estivesse vivo, os planos seriam outros, não gostava da ideia de um tablet com pouco mais de 7 polegadas e previa vida longa aos iPads, que agora pode ser descontinuado, o iPad 2 poderia ser tirado de linha.

Sim, esta é a análise de Rob Cihra do site Mashable, para quem a Apple pode tirar o iPad 2 de linha e prevê vender 7 mihões de unidades do iPad mini até o final do ano.

Tudo isto é aguardado para um evento que ocorrerá amanhã dia 23 de outubro, em São José na Califórnia, EUA.

Na visão de analistas, como Hayley Tsukuyama do Washington Post ele precisa ter três coisas para ser competitivo: preço baixo – o mais crítico pois o prestígio com os consumidores não significa que seus concorrentes não possam conquistar os consumidores, então não será que poderia haver um iPad $ 199 como Amazon e Google, em segundo lugar a usabilidade, a Apple nunca decepciona neste quesito, mas um dispositivo “na mão” pode significar mais que aplicativos, os botões e comandos laterais devem ser práticos, e, finalmente, a bateria, estes dispositivos geralmente competem com os e-readers e neste caso a Amazon e a Barnes and Noble entenderam esta necessidade e colocam a capacidade de manter sem carga o dispositivo por semanas.

Resta saber se Stevie Jobs ou sua equipe estavam certos, ou mais ainda se a tendência da Apple poderá ser aproximar-se mais dos concorrentes, nos formatos e funções dos seus gadgets.

 
 

Lenovo prepara novo tablet

13 Ago

A empresa anunciou que lançará seu tablete junto com o lançamento do Windows 8 (anunciamos que ele já foi para produção, veja o post) que chega no Brasil em outubro, para brigar no mercado com os sistemas Android e iOS que dominam o mercado.

Fundada em 1984, é uma empresa asiática iniciada em Pequim, mas em 2005 a Lenovo comprou a divisão de PCs da IBM, cuja sede é em Raleigh, Carolina do Norte, EUA, sede do extinto grupo ThinkPad que passou a dar o nome aos PCs da nova linha da Lenovo.

O modelo chamado ThinkPad tablet 2, terá tela de 10.1 polegadas, espessura menor que 10 mm, pesando menos de 600 gramas, processador Intel Atom, conexão 3G e que também capta o sinal 4G, com bateria que vai durar até 10 hs.

Além das funções já comuns de vídeo, som e imagem, os aplicativos prometidos para o novo tablete são o editor de imagens Adobe Photoshop (incluído no pacote será), o gerenciador financeira Quicken e é claro: todos aplicativos Office, a Microsoft não perderia a oportunidade, já mostramos num post como é a cara do novo pacote (veja o post).

Resta saber o preço, mas a linha e interface Windows 8 estará também disponível para os PCs da linha LeNovo.

 

E-books chegam ao ensino básico

02 Jun

A editora moderna possui um site de redes sobre o avanço e a adoção da tecnologia no ensino fundamental e mostra inúmeras alternativas já consolidadas no ensino de matemática, leitura e ciências biológicas.

Os ebooks estão no formato epub ou animados, possuem narração (audio-book) mas o formato a narração pode ser desligada, a editora não abandonou o formato impresso.

No início do ano a Apple tinha lançado uma ferramenta grauita de auxílio aos editores chamada iBooks Author prometendo facilidade para desenvolver livros didáticos, para criar e-books, mas o código não é aberto e só funciona no sistema operacional da Apple

A concepção do iBooks já incorpora aspectos multimodais, você pode adicionar imagens, filmes e ainda podem ser criados pequenos questionários para testar o conhecimento do leitor, permite controlar o zoom e tem a opção full-screen, colocando todo o filme, imagem ou texto em toda a tela.

Outras três opções de software livre são MobiPocket Creator, que permite conversão direta de HTLM, imagens e sugestão de capa numa publicação, Natata Ebook Compiler que converte arquivos em diversos formatos HTML, CSS, WAV, TXT, GIF, JPG, MID, JavaScript, DHTML, Flash, PDF numa pasta .exe que tem interface ebook e, um terceiro que considero interessante é o Zinepal que converte páginas Web, feeds e logs em arquivos PDF, ePub, Amazon Kindle e Mobipocket, este último que é o formato de nossa primeira sugestão.

Para aqueles que querem pagar, existem alguns softwares não tão caros como o Easy Ebook Creator, um pouco mais caro o Ebooks Writer e carinho mas profissional tem o AntsSoft.

O mercado será aquecido com a chegada dos livros didáticos que atinge os nativos do mundo digital que são a grande maioria das crianças de hoje.