RSS
 

Arquivo para março, 2012

Governo lança projeto "Cidade Digital"

31 Mar

Sem uma política clara de inclusão digital e melhoria dos precários serviços de operadoras, uma das mais caras do mundo, o governo lançou um programa “Cidade Digital”.

As cidades poderão se inscrever, embora os critérios de seleção serão claramente políticos, até o dia 13 de maio haverá recebimento de proposta que ajudem o governo a fazer o seu “projeto” , que inicialmente prevê apenas 30 pontos de acesso público e governamental além é claro da infraestrutura, o que é básico para qualquer projeto de qualuqer natureza.

Segundo declaração do ministro Paulo Bernardo, o projeto “Ajudará, inclusive, na transparência de contas, já que os municípios terão melhores condições de torná-las públicas”, explicouo ministrop.

Já a secretária da secretária Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, Lygia Pupatto, o ministério precisou desenvolver “um conceito” de Cidade Digital, provavelmente os conceitos de Toru Ishida e Isbister em livro publicado em 2000, e o enfoque sociológico desenvolvido num Workshop em Kyoto no ano 2001, também sejam insuficientes.

Segundo o entendimento do projeto, as cidades digitais darão preferência a cidades com menos de 50 mil habitantes, localizadas a menos de 50 km do backbone (canais centrais de redes da Telebrás) ou de outras operadoras.

Um aspecto muito positivo do projeto é o uso de software livre e aplicações a serem desenvolvidas nas áreas de saúde, educação, finanças e tributação.

 

Kindle Touch 3G chega ao Brasil

30 Mar

A Amazon anunciou seu leitor de e-books com tela Touch Screen e ligação 3G, que começou a ser divulgado na quarta-feira e uma das novidades é uma interface multilíngue que “fala” também um português bem brasileiro, sendo o site ZTop.

O dispositivo chamado Touch 3G será o sucessor do Kindle Global Wireless lançado em julho de 2010, que também havia chegado ao Brasil, mas o novo equipamento vem com tela de 6 polegadas sensível ao toque, com resolução 600 x 800 pixels, com 16 níveis de cinza 4 GB de memória e tela chamada E-lnk bem confortável para a vista.

Além do serviço de nuvem da empresa, a propaganda diz que ele pode armazenar até 3 mil livros, mas a memória interna de 4 GB não é expansível.

Você pode visitar a página do produto , há também uma ferramenta on-line com acesso 3G que facilita a consulta.

O aparelho custa cerca de U$ 190 (R$ 350), mais as taxas de importação e frete.

 

Nuvem da Google vai pro ar

29 Mar

Estão abertas as inscrições para o Google I / O, a conferência anual do Google para desenvolvedores que se realiza em Sâo Francisco, EUA, e agora provavelmente será apresentada o Google Drive, mas se o Google esperar até junho para apresentar oficialmente o Google Drive para publicidade e acrescentou detalhes, se ele vai ser como um empreendimento grande como seria de esperar.

Se os rumores não forem falsos, o Google dará um espaço livre de até 1 GB no GDrive, com taxas de espaço de armazenamento extra quando ultrapassar este valor.
Em comparação com outras “nuvens”, o Dropbox cobra com 2GB de graça, e Box oferece 5GB de graça, e chega até 50GB, se você se qualifica para uma das suas promoções de dispositivos móveis.

Ainda faltam detalhes e as notícias não são completas, ele pode não ser necessariamente um concorrente direto do iCloud da Apple que também oferece iOS e usuários de Mac, e pelo menos 5 GB de graça também.

Mas como o GDrive chegará em modo beta (como aconteceu com a maioria dos outros produtos do Google), então a oferta de 1 GB pode ser apenas um ponto de partida, e pode haver um aumento gradual nos loteamentos de espaço livre.

 

Buscas podem ter mais semântica

28 Mar

A gigante de busca anunciou no seu blog que modificou seu motor de busca para identificar associações e conceitos relacionados a uma consulta, melhorando a lista de termos relacionados a um assunto e mostrando esta associação nos seus resultados.

Em reportagem da PC World, Ori Allon, o líder do grupo técnico de desenvolvimento da Google, explicou: “Por exemplo, se você busca por ‘princípios da física´, nossos algoritmos entendem que estão associados ‘movimento angular’, ´relatividade especial, ´big-bang´e ´mecânica quântica´ e termos relacionados que podem ajuda-lo a encontrar o que precisa”.

A vice-presidente da Google do Grupo de Pesquisa de Experiência do Usuário, Marisa Mayer disse em entrevista ao IDB News Service, em outubro de 2007, que reconhecia a necessidade de uso de palavras-chave e isso era ainda uma limitação que o motor de busca deveria superar com o tempo, mas o caminho atual parece ser ainda o de associação de termos e não uma inserção maior de tagging para identificar conteúdos.

Uma das críticas principais é que o as buscas não tem este aspecto semântico, sendo uma busca apenas textual, o que é um fato, mas para resolver este problema nas buscas além da possibilidade dos motores encontrarem é necessário um incremento na própria maneira de armazenar conteúdos na Web e isto ainda não é considerado, mesmo tendo muitas tecnologias com uso de XML já desenvolvidas.

 

E já vem outro Lumia !

27 Mar

Nem bem foram anunciados os Nokias Lumia 700 e 800, já tem novo lançamento em breve.

Segundo “fontes confiáveis” os sites BGR e CNet estão anunciando que o Lumia 900 será vendido por cerca de US $ 99 e com um plano de dados de dois anos com lançamento previsto para 8 de abril.

É um preço extraordinário, o mercado esperava um preço baixo, mas entre U$ 150 a U$ 200 dolares (em torno de R$ 300,00), mas neste valor é realmente competitivo, se comparado ao Galaxy Nexus em torno de U$ 700 (no mercado nacional não sai por menos de R$ 1 mil).

É um preço muito bom considerando o hardware dos Lumia 900 ofertas (eu estava esperando um preço de cerca de US $ 200, mas não inferior a cerca de US $ 150).

O Lumia 900 terá um tamanho da tela touch screen de 4,3 polegadas, com resolução de 480 por 800 pixels, nas cores ciano (azul claro) e negro , com um processador Qualcomm de 1,4 GHz, 512 megabytes de RAM e 16 GB de armazenamento embutido.

A câmera tem 8 megapixels podendo gravar até 720p de vídeo, a localizada na parte de trás, enquanto câmera frontal tem resolução de  fica acima de 900 Lumia de exibição.

A competição vai esquentar, os consumidores agradecem, poderia acontecer o mesmo com as operadoras nacionais.

 

Lumia da Nokia no Brasil

26 Mar

O fim de semana passado marcou a chegada ao país do mais novo celular da Nokia: o Lumia, que traz como novidade o Windows Phone já customizado no estilo Windows 8.
Os modelos Lumia 800 e 710 foram colocados a venda e a empresa finlandesa está fazendo uma grande propaganda com a parceria entre Nokia e Microsoft, é uma boa pedida num mercado polarizado entre iPhones e Androids e deve sacudir o mercado nacional.
Uma das estratégias foi anunciar o sorteio de X-Box 360 e conferências feitas para a mídia especializada, o sucesso deste novo concorrente na linha “iphones” é fundamental para as duas empresas ganharem folego e tentarem competir neste mercado.
Os preços iniciais praticado estão girando em torno de uma faixa de R 1,6 mil, mas o modelo mais simples, o 710, chegou para concorrer na faixa inferior a R$ 1 mil dos Androids.
Além dos lançamentos Nokia, a HTC e a Samsung também aderiram parcialmente ao Windows Phone e trouxeram aparelhos para o Brasil com este sistema. Vamos ver o mercado agora.

 

Lançamento de livro sobre Revistas Científicas

24 Mar

Será lançado nesta segunda-feira na Livraria da Vila, Alameda Lorena, 1731 em São Paulo, próximo a avenida Paulista, o livro intitulado: “Revistas Científicas: dos processos tradicionais às perspectivas Alternativas de Comunicação”, trabalho que teve a organização da Profa. Dinah Aguiar Población, Geraldina Porto Witter, Lúcia Maria S. V. Costa Ramos e Vânia M. B. de Oliveira Funaro.

O livro analisa o importante papel das revistas científicas na difusão do conhecimento e contempla os atuais avanços tecnológicos com uma maior agilidade e participação da comunidade científica no processo de produção e avaliação do conhecimento.

Discutir o papel da revista científica continua sendo um imperativo para ampliar tanto o horizonte teórico quanto o prático e continua uma proposição necessária para a construção da ciência.

Diversos autores em um conjunto de textos complementares e bem elaboradores contribuem neste livro um conjunto para uma análise efetiva de vários aspectos envolvidos na elaboração do saber científico no país.

O autor deste blog além de ser o atual coordenador do CPT (Centro de Pesquisa e Tecnologia em Produção Científica da ECA-USP) é também autor de um capítulo que analisa como o desenvolvimento tecnológico influencia uma modificação no panorama da autoria a partir dos movimentos atuais de acesso aberto online das publicações e a Web 2.0.

 

Feira de Frankfurt traz conferência

23 Mar

A conferência “Tecnologia, cultura e alfabetização” nos dias 7 e 8 de agosto, promovida pela Feira de Frankfurt, tradicional feira do livro, que acontece no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.

A discussão ocorrerá em torno das TICs (Tecnologia da Informação e Comunicação) e a influência que elas estão tendo nas mudanças de formatos e suportes para educação e cultura.

O público que espera ser atingido é formado por: pedagogos, professores, administradores de escolas públicas e particulares, editores e especialistas em tecnologia voltados à educação e consumidores de livros em geral.

Uma das motivações da Feira para fazer o evento no Brasil é que historicamente o nível de leitura e consumo de livros no Brasil é baixo mesmo quando comparado a países latino-americanos, isto significa o nível de alfabetização, competência de leitura e consumo de livros no Brasil ainda é muito baixo e o envolvimento destes profissionais além de educadores é importante para reverter este quadro.

O site PublishNews destaca que 59% dos alunos da quarta série do Ensino Fundamental não tem capacidades básicas para leitura, enquanto na oitava série há 4,8 % dos jovens que mal sabem ler e 20,1% mostram competência de leitura em estágio crítico, e outros 64,8% estão ainda em estágio intermediário, mas dá a boa notícia que o número de leitores cresceu 8,3% de 2009 a 2010.

A tradicional feira do livro de Frankfurt se realizará este ano de 10 a 14 de outubro, na cidade com o mesmo nome, Alemanha.

 

Web Semântica sem mistério

22 Mar

A coisa mais comum em tecnologia é mistificar o que é simples, apenas por não entender como e onde exatamente certa tecnologia age ou por usos incorretos, como frequentemente acontecem com os usos do CSS (Linguagem de Estilo) e do XML (uma metalinguagem de marcação), por exemplo.

Um outro exemplo mais geral é pensar que o computador pensa, que é diferente de descobrir lógicas de raciocínio, algoritmos e até mesmo técnicas avançadas sobre processos de raciocínio e inferência ainda sim pensar é algo além, diríamos ontológico, que pertence ao ser.

Mas o que é a semântica, o grupo de atividades do consórcio W3C responde com duas perguntas simples que indica o que é o significado de semântica: Posso ver minhas fotos em um calendário para ver que eu estava fazendo quando eu as tirei ? Posso ver as linhas de um extrato bancário em uma agenda? Enfim posso relacionar dados que não estão claramente relacionados dentro de um contexto na Web ?

As grandes questões e orgoanização partiram da discussão e do desenvolvimento de um consórcio mundial formado por grandes empresas, como HP, IBM, Adobe, Apple, Microsoft, Oracle e muitas outras, e, importantes universidades como Massachusetts Institute of Technology nos EUA, a French National Research Institute na Europa e a Keio University no Japão.

Foi fundado em 1994, para permitir a discussão e o desenvolvimento de protocolos comuns e fóruns abertos que promovam a interação e assegurem interoperabilidade entre diversos sistemas escritos para a Web.

Assim padrões como HTML, CSS e XHTML foram desenvolvidos para assegurar um padrão de compartilhamento de dados, assegurando que a Web continue acessível a diversos ambientes e não perca o mínimo de padronização.

Para a Web Semântica foi criada uma meta-linguagem que descrevem a semântica dos dados dentro de um contexto, que é a linguagem XML, mas que devem estar ligadas em diferentes contextos a sintaxes específicas, por exemplo, formatos para páginas Web, RDF, SDMX, SMIL, MathML (formato para expressões matemáticas), NCL, XBRL, XSIL e SVG (formato gráfico vetorial).

Entre estes desenvolvimentos pelo crescimento do volume de dados na Web, a partir de um artigo de Tim Berners-Lee em 2001, na Scientific American, surgiu o desenvolvimento e a discussão sobre a Web Semântica, que entre trabalhos relevantes podem ser destacados: A Web Semântica em Ação de Lee Feigenbaum e outros, a conversa de Tim O´Reilly criador do termo Web 2.0 e Tim Berners-Lee em 2009, no evento Web 2.0 Summit e um feed que inclui links diversos sobre Web Semântica identificados com alguma forma de relevância pelo W3C.

Assim o consórcio W3C criou um grupo de atividades da Web Semântica, que entre os resultados relevantes podem ser vistos no site: estudos de casos, o grupo de atividades da Web Semântica (subdividido em diversos subgrupos) e um grupo de links para diversas palestras e seminários recentes sobre a Web Semântica.

 

Windows 8 só para outubro

21 Mar

As notícias que vem da empresa da Microsoft é que o Windows 8 fará sua estreia somente em dezembro deste ano e que o trabalho estaria sendo terminado somente no verão de lá (corresponde ao nosso inverno aqui que termina em setembro).

Os ambientes vão funcionar para os chips Intel (INTC) e ARM Holdings Plc (ARM), apesar da tentativa de manterem os planos em segredo uma vez que diversos gadgets que incluem tablets estarão sendo lançados, sendo portanto uma concorrência direta com os tablets da Apple.

O lançamento inicial inclui dispositivos que executam os chips Intel e o ARM, cumprem a promessa da Microsoft de suportar ambos os padrões PCs e móveis, embora os planos ainda sejam “confidenciais”, várias notícias já aparecem no blog.

Ao abraçar a tecnologia ARM, a Microsoft está usando um tipo de processadores parecido ao do iPad, da Apple. Ainda assim, haverão ao menos de cinco dispositivos ARM na estréia, em comparação com mais de 40 máquinas Intel.

Mas a empresa de Bill Gates continuará investindo nos computadores convencionais da linha Intel, no blog da empresa o gerente do Windows Stefen Sinofsky afirmou que: “nosso objetivo coletivo é atender tanto aos fabricantes de PCs convencionais [quanto aos dispositivos ARM] ao mesmo tempo”, ou seja, atendendo aos PCs Windows convencionais.

No blog IE pode-se ainda encontrar detalhes de técnicas e melhorias arquitetônicas subjacentes ao padrão emergente de navegador com os usos tanto do HTML5 “Trident” quanto ao JavaScript Chakra.

O estilo de interface é chamado Experiência Web Metro, que significa tanto o uso de mouse e teclado, quanto o de tela de toque, na verdade é um estilo clean, com os aplicativos iconizados e disponíveis na tela, ou em várias telas conforme o usuário defina sua “home”, interação intuitiva, com facilidades para imagens, vídeos e aplicativos (apps).

Estes elementos de design e interface começaram a ser trabalhados no Microsoft Encarta, destinado a interação com bibliotecas digitais multimídia, posteriormente evolui para o Windows Media Center e o Zune, estando alguns elementos presente no modelo atual do Windows Phone.

A interface Metro pode ser vista começando com o ambiente multimidia digital do Microsoft Encarta, interrompida em 2009, depois evoluiu para os ambientes de música e vídeos Windows Media Center e Zune. Atualmente os princípios do Metro estão presentes no sistema operacional móvel da Microsoft, Windows Phone, na interface do Xbox 360 e no Windows 8.

A grande espectativa do novo ambiente Windows é o uso do padrão aberto HTML5 e a influencia que isto terá nos ambientes de código aberto.