RSS
 

Arquivo para outubro, 2012

E se o tablet surface quebrar

31 Out

Lançado sexta-feira passada o surface quer disputar o mercado crescente dos tablets, mas no dia a dia como será o seu uso.

Os tradicionais aplicativos: Excel, Word e demais estão lá, mas e se quebrar, será que acharemos o técnico na esquina para consertar.

O que dizem especialistas é que é mais fácil de consertar que outros tablets, mas por enquanto a única comparação foi com iPad, feita pelo site iFixit, especialista em consertos.

Segundo o site deve-se retirar a capa traseira do surface, isto porque o vidro dianteiro é difícil de ser removido, mas já o fone de ouvido, botões de volume e alto-falants são modulares e assim mais fáceis para remover que os mesmo no iPad, mas as chaves da bateria são colocadas.

O site especializado deu nota 4 para a facilidade do Surface, contra 2 para o iPad, quer dizer no fundo ambos são difíceis, numa escala de 0 a 10.

 

Óculos google podem chegar este ano

30 Out

É o que diz Steve Lee, do Google Project Glass, no bate papo com a equipe do site Fast Company, dizendo que embora ainda estejam bem crus, podem ser lançados este ano.

Os recursos mais interessantes seriam a possibilidade de tirar fotos e os mapas interativos na lente especial dos óculos, mas afirmou que o aparelho faz mais do que tirar fotos já que com os mapas identifica edifícios comerciais, pontos turísticos, etc.

Segundo o blog Conversion, o presidente Barack Obama, em campanha presidencial nos EUA, já experimentou os óculos.

Steve afirmou que os óculos estariam disponíveis ainda este ano, mas o co-fundador do Google, Sergey Brin, também comentou que espera que as lentes inteligentes estejam disponíveis mas afirmou que estaria no mercado só do ano que vem.

Os preços pensados estão em torno dos valor entre US$ 250 e US$ 600, sem dúvida é uma mudança de conceito de óculos.

 

Google e Microsoft em eventos paralelos

29 Out

Ao mesmo tempo em que a Microsoft lança o Windows Phone 8, a Google programou para a Cidade do Basquete (praça de eventos perto da ponte de Manhattan em Nova York) o lançamento entre outras promessas o Android Jelly Bean 4.1 e o Google Nexus.

O convite para o evento vem uma referência ao “playground” que pode significar novas notícias sobre a loja do Google Play, e o projeto do convite parece indicar alguma característica Jelly Bean para games.

Embora o lançamento do Windows 8 e do tablet surface já aconteceu também em Nova York no dia 25, a versão para smartphones ficou para o dia 29 de outubro, na mesma cidade, mas até alguns dias antes não se sabia o local.

As promessas do Windows Phone são uma tela de 4,3 polegadas de alta resolução e a tecnologia Beats que garante uma boa potência sonora para as músicas.

Ambos os eventos acontecem no mesmo horário, as 10 horas da manhã de Nova York.

 

Windows 8 inicia sua venda

26 Out

Depois de longa espera o Windows 8, finalmente passa a ser vendido hoje nas lojas do Brasil como: Casas Bahia, Submarino, Ponto Frio, Fast Shop, Lojas Americanas que já disponibilizavam este produto para a pré-venda por internet.

As mudanças na interface “Metro”, na prática, já estão nas telas (ainda que o design seja diferente) conhecidas de tablets e smartphones, o que significa o início da era das telas de toque e dos apps, mas este ponto poderá ser uma decepção para as janelas, aliás quais “janelas”, a concepção de interface nada mais tem a ver com o projeto original, que por sinal era uma cópia do modelo MVC (Model, View and Control) da Xerox Palo Alto.

Mas quem não conseguir se desvincular das versões antigas, pode desativar a nova interface “Metro” no bloco que nesta interface é chamado de “Área de trabalho”, com um clique (toque).

O preço do Windows 8 Pro em muitas lojas é de R$ 269, mas como atualização do Windows 7, mas se comprou entre 02 de junho de 2012 até 31 de janeiro de 2013 a versão 7, poderá adquirir uma licença de upgrade por US $ 14,99.

O problema agora são os apps de rádios, músicas, a Amazon por exemplo, já lançou um aplicativo gratuito para o Windows 8, na loja onde se obtém a maioria dos aplicativos para Windows 8 que é a Windows Store, que também está aberta a desenvolvedores nacionais.

 

O nome Jesus não é boa senha

25 Out

O lista está no site SplashData e diz quais são as senhas mais comuns usadas na internet e facilmente encontradas pelos hackers pelo quanto são óbvias, o motivo nos EUA é que se aproxima o dia das malvadezas que é o Dia das Bruxas, que alguém incorporou no Brasil.

Segundo o site PRWeb a pesquisa traz as seguintes palavras pela ordem (entre parêntesis algumas que são sugestões não modificadas): 1. password (Não modificada), 2, 123456 (Não modificada), 3. 12345678 (Não modificada), 4. abc123 (Up 1), 5. qwerty (Down 1), 6. monkey (Unchanged) , 7. letmein (Up 1), 8. dragon (Up 2), 9. 111111 (Up 3), 10. baseball (Up 1), 11. iloveyou (Up 2), 12. trustno1 (Down 3), 13. 1234567 (Down 6), 14. sunshine (Up 1), 15. master (Down 1), 16. 123123 (Up 4),17. welcome (New), 18. shadow (Up 1), 19. ashley (Down 3), 20. football (Up 5), 21. jesus (New), 22. michael (Up 2), 23. ninja ; embora Jesus apareça só em 21o. é importante notar pois não é óbvio.

Vale, portanto dizer que não é seu nome de Jesus que tem poder, mas suas atitudes talvez ajudem, não o usem como senha (nem como álibi).

É claro que o uso de qualquer equipamento, ou mesmo qualquer objeto exige uma boa relação com ele, ou seja, saber para o que serve, limitações de uso, condições de uso com segurança, etc. isto não é específico para internet (a rede eletrônica) ou a Web (um dos seus aplicativos) serve para todo objeto.

Como no ano passado, houve vários incidentes de alto nível com senhas em sites importantes como o Yahoo, LinkedIn, eHarmony e Last.fm, é importante observar estas coisas, tomar atitudes de cuidado e restrições em ambientes de redes sociais e ter atitudes de respeito e diálogo também nas redes sociais, e no final, algumas atitudes de boa índole ajudam a “salvar”.

 

Como vai a 1a. constituição crowdsourceada

24 Out

Ao longo do ano os cidadãos da Islândia, após elaborarem uma constituição em crowdsourcing, ou seja, com participação da multidão, aprovaram no último fim de semana por 2/3 que queriam usar a constituição e a aprovavam, segundo a Reuters.

Durante o processo foram enviados 3.600 comentários, 370 sugestão de mudanças do projeto de Constituição, usando Facebook, Flickr e Twitter.

Isto é possível, claro por ser um país pequeno (seria possível num grande), talvez também porque a economia chegou ao fundo do poço e o país estava totalmente arrasado.

Também porque dois terços da população estão no Facebook, e agora o projeto de Constituição entra na etapa de aprovação definitiva do texto da Lei Maior daquele país pequeno, quebrado mas audacioso.

A pouco tempo atrás Berghildur Bernhardsdottir afirmou aos jornais que: “É possível inscrever-se através de outros meios, mas a maioria da discussão ocorre via Facebook”, também ocorreram transmissões on-line e foi possível acompanhar todas etapas do processo.

Num momento delicado da “democracia” brasileira seria possível pensar em algo semelhante, muitos querem dizer que vai tudo bem, mas o bolso popular parece estar mostrando um crescente endividamento.

 

Novo notebook da Samsung e Google

23 Out

Lançado quinta-feira passado numa parceria Samsung com a Google, é provável que uma das expectativas é ofuscar o lançamento do Surface, o tablet da Microsoft, e o novo gadget da Apple: o mini-iPad.

Dizendo que é um “computador pra todo mundo”, ao preço de U$ 250, o que deve ficar com impostos e tudo mais em torno de R$ 800 no mercado nacional, é uma aposta da Google.

O modelo, um dos mais leves, 1,13 kg com espessura de 0,8 polegadas, duas portas USB (2.0 e 3.0), processador da Samsung Exynos 5 Dual (1,7 GHz dual core), com armazenamento de 100 GB no Google Drive, com 6 horas de bateria, Bluetooth 3.0 e entrada HDMI.

A tela tem 11,6 polegadas com resolução de 1.366×768 pixels, além do que pede a reprodução de vídeos em Full HD (1080p).

Não há previsão da venda do modelo no Brasil, mas quando chegar é forte concorrente, mas rumores indicam que a disputa de mercado esquenta até o Natal, quando a gigante de busca estaria planejando um tablete de U$ 99 (em torno de 200 reais, mais impostos claro), conforme o site Business Insider.

 

Apple pode mudar planos de Jobs

22 Out

Se Stevie Jobs estivesse vivo, os planos seriam outros, não gostava da ideia de um tablet com pouco mais de 7 polegadas e previa vida longa aos iPads, que agora pode ser descontinuado, o iPad 2 poderia ser tirado de linha.

Sim, esta é a análise de Rob Cihra do site Mashable, para quem a Apple pode tirar o iPad 2 de linha e prevê vender 7 mihões de unidades do iPad mini até o final do ano.

Tudo isto é aguardado para um evento que ocorrerá amanhã dia 23 de outubro, em São José na Califórnia, EUA.

Na visão de analistas, como Hayley Tsukuyama do Washington Post ele precisa ter três coisas para ser competitivo: preço baixo – o mais crítico pois o prestígio com os consumidores não significa que seus concorrentes não possam conquistar os consumidores, então não será que poderia haver um iPad $ 199 como Amazon e Google, em segundo lugar a usabilidade, a Apple nunca decepciona neste quesito, mas um dispositivo “na mão” pode significar mais que aplicativos, os botões e comandos laterais devem ser práticos, e, finalmente, a bateria, estes dispositivos geralmente competem com os e-readers e neste caso a Amazon e a Barnes and Noble entenderam esta necessidade e colocam a capacidade de manter sem carga o dispositivo por semanas.

Resta saber se Stevie Jobs ou sua equipe estavam certos, ou mais ainda se a tendência da Apple poderá ser aproximar-se mais dos concorrentes, nos formatos e funções dos seus gadgets.

 
 

A Amazon monta filial no Brasil

20 Out

Após falsos anúncios de desembarque no país, e a contratação de um executivo da Apple, Alexandre Szapiro, que deixou a empresa em agosto passado, é provável que a venda de e-books da Amazon comece no mês de novembro, informa a revista Exame.

É oficial, pois junto a Junta Comercial, Mauro Widman irá comandar a empresa, após comandar a área de criação de e-books da Livraria Saraiva, passa agora a se dedicar apenas aos negócios relacionados ao Kindle.

Widman havia chegado à Amazon em janeiro deste ano e agora comando o empreendimento no Brasil, sendo que o seu endereço comercial já está estabelecido que é o Centro Rochaverá, localizado no bairro Vila Almeida, ao lado do shopping Morumbi, zona sul da cidade de São Paulo.

A empresa, que segundo a IstoÉ Dinheiro faturou U$ 48 bilhões no ano passado, terá como alvo o setor de livros, mas depois pretende atuar nos 131 segmentos de mercado de e-commerce que já atua nos EUA.

 

Quase-particulas ajudam fazer chip de grafeno

19 Out

A pesquisa está sendo levada na Universidade de Rice, que tem se destacado por pesquisas na produção de novos chips de grafeno, o professor Peter Norlander desta universidade, afirmou que quase-partículas conhecidas como plasmons, que oscilam nas nano superfícies de metais que produzem chips (nano é 10-9 do metro) podem ajudar a redirecionar a luz que produzem revelam o circuito no chip, em processo análogo ao de revelação de filmes.

A base de todos os chips são estruturas P-N-P (Posiivo-Negativo-Positivo, como um transistor), o problema é que devido a infinitésima superfície onde o circuito é construído, a energia de luz incidente que se convertem em calor transfere diretamente os átomos do grafeno e esta mudança pode alterar material que tem a função de condutor em um semicondutor, conhecido na física de produção de chips como processo de “dopagem”.

No experimento, os pesquisadores envolveram o feixe de luz com oito discos de ouro (em nanoescala é claro) colocados em torno de um disco maior, e no ponto de interferência destrutiva, a maior parte da luz incidente (no processo de revelar o filme, neste caso o circuito) a maior parte da luz convertida em calor transfere diretamente as poções de grafeno em dopagem exata.

Conforme afirmou o prof. Norlander “O ponto quântico e atenas das nanopartículas plasmonicas podem ser ajustado para responder a qualquer cor no espectro visível”, ou seja, é possível controlar a luz que ”revela” o circuito.

O grafeno é uma grande promessa na continuidade do desenvolvimento em velocidade e tamanho de memórias digitais para esta década.