RSS
 

Arquivo para setembro, 2014

Velocidade e armazenamento: o limite do silício

30 Set

Já há algum tempo o limite de velocidade e de armazenamento dos chips de silício está trazendo uma barreira para oChipChalcogenio avanço da computação eletrônica, que podemos dizer do futuro do armazenamento, um novo dispositivo chamado PCM (Phase Change Material) pode ser capaz de ultrapassar estas barreiras.

Os novos processadores estão sendo produzidos por pesquisadores da Universidade de Cambridge, do Instituto A* STAR Data-Storage e da Universidade de Cingapura de Tecnologia e Design, usando um tipo de PCM com base num vidro de chalcogenidio, que pode ser fundido e cristalizado em menos da metade de um nanossegundo usado pulsos de tensão adequados.

A memória de estado sólido feita com base no silício, é utilizada para armazenar os resultados de feitos também em chips à base de silício. “No entanto, como a demanda por computadores mais rápidos continua a aumentar, estamos alcançando rapidamente os limites da capacidade do silício”, disse o professor Stephen Elliott, do Departamento de Química da Cambridge, que lidera a pesquisa.

Desenvolvido pela primeira vez na década de 1960, os PCMs foram originalmente usados ​​em dispositivos de memória óptica, tais como DVDs regraváveis​​, mas agora estão começando a serem usados para aplicações de eletrônica de memória e já estão substituindo a memória flash baseada em silício em algumas marcas de smartphones.

Nestes dispositivos as operações lógicas e de memórias são co-localizados, em vez de separadas como nos computadores baseados no silício, podendo permitir velocidades de processamento entre 500 a 1000 vezes que um processador normal, usando menos energia, os resultados estão sendo publicados nos Processings da Academia Nacional de Ciências dos EUA.

 

Tecnologia para bibliotecários

29 Set

ScriblioQuem já usa WordPress e está interessado e fazer um Catálogo Online pode usar o plugin Scriblio, que foi publicado pelo blog Bibliotecários sem Fronteiras em 2008, há diversos links, mas este para quem gosta do Flickr pode ser interessante para entender o que faz o recurso.

Um sistema de automação de bibliotecas, que é software livre e feito no país, é o Biblivre, que foi desenvolvido pela SABIN (Sociedade dos Amigos da Biblioteca Nacional) e os pesquisadores da COPPE/UFRJ, é o sistema licenciado gratuitamente pelo GPL v3 (Gnu Public Licence) versão 3, que significa que tudo que é gerado a partir dele deve permanecer livre, tem os principais procedimentos em bibliotecas: pesquisa, circulação, reserva, empréstimo e devolução, a versão 3.0.2 é considerada mais avançada e ainda possui o problema da instalação e manutenção por ser software livre, é compatível com o formato MARC de metadado e importa dados através do protocolo Z39.50 e usa padrão UTF-8 que significa fácil importação de dados, veja o site principal do BibLivre.

Outro serviço difundido e importante para bibliotecários são os vocabulários controlados, entre os vários existentes destaco os mais genéricos, sendo que alguns são bases terminológicas até mesmo em bibliotecas escolas, públicas e até mesmo na Biblioteca Nacional, onde pode-se fazer uma pesquisa terminológica por índices ou por projetos.

Destaco ainda os links do Tesauro Brasileiro de Educação do INEP, o Vocabulário de Geociência do CPRM e o Vocabulário Controlado Básico do Senado que é de termos do direito.

Por último, as fontes e ambientes importantes de referencias, entre muitas existentes, são fontes nacionais importantes alguns repositórios nacionais: o Scielo, o novo Scielo Livros e a Biblioteca Nacional Digital.

 

O mais popular TED: porque ?

26 Set

Embora o TED de Ken Robinson (post de quarta-feira) tenha atingido tenha atingido a acima de 20 milhões de vistas, ele foi postado em 2006, e o segundo seria o de Amy Cutty (postagem de ontem) está atingindo quase 20 milhões de vistas, considero o mais popular este de Simon Sinek, porque já tem uma audiência de quase 19 Milhões de vistas, e ele foi postado somente em 2012.

Além disto, considero a questão levantada por Sinek a mais importante a mais profunda tanto social, educacionalSimonSinek como tecnologicamente, que é “começando com um porquê” (TED com Simon Sinek).

Simon Sinek pergunta-se porque grandes líderes, empresas e políticos tem a capacidade de inspirar pessoas e descobriu alguns padrões notáveis sobre como eles pensam, agem e comunicam, e escreveu o livro “Start With Why: How Great Leaders Inspire Everyone to Take Action(Começando com um porque: como grandes líderes inspiram o mundo a realizarem ações).

Segundo eles todas estas pessoas  tomam medidas para explorar sua ideia de um Círculo de Ouro, o que ele chama de “um padrão de ocorrência natural, baseada na biologia da tomada de decisão humana, que explica por que somos inspirados por algumas pessoas , líderes, mensagens e organizações em detrimento de outros “, porque respondem a um porquê.

Em seu mais recente trabalho, ele explora os “círculos de segurança”, explorando o modo de reforçar sentimentos de confiança e segurança na tomada de decisões ousadas. É o tema de seu último livro, “Leaders Eat Last”.

Um etnógrafo por formação, Sinek é um assessor da RAND Corporation (empresa de tecnologia bastante conhecida), e ele escreve e comenta regularmente para publicações importantes e ensina comunicações estratégicas em nível de pós-graduação na Universidade de Columbia.

 

O corpo fala

25 Set

O segundo TED de maior sucesso chegou a 20 milhões de acessos e a psicóloga social Dra. Amy Cuddy mostra AmuCuddycomo “poder da pose”, de pé e em uma postura de maior confiança, mesmo quando não nos sentimos confiantes, pode afetar os níveis de testosterona e cortisol no cérebro, e pode até mesmo ter um impacto sobre nossas chances de sucesso.

Segundo a pesquisa da Dra. Cuddy nós podemos mudar de acordo com nossa linguagem corporal, não apenas a percepção das outras pessoas, mas a nossa própria e a química do nosso corpo, isto mudando apenas a “postura”.

Ela explica como muita comunicação “não verbal” está associada a aceitação ou recusa dos outros em nossas conversas.

Amy Cuddy tem um PhD em Psicologia Social pela Universidade de Princeton, mestre em Psicologia Social pela mesma universidade, e uma especialização em Psicologia Social pela Universidade de Colorado.

Na Harvard Business School, ela tem ministrado cursos de MBA em negociação, poder e influência, e em vários programas de educação executiva.

 

Educar com criatividade

24 Set

KenRobinsonKen Robinson é considerado um líder cultural visionário por ter levado ao comitê assessor do governo britânico uma investigação massiva sobre o significado da criatividade no sistema educacional e na economia, e o ganhou um título de Sir em 2003 após suas realizações.

Seu livrode 2009,O elemento: Como encontrar a sua paixãomuda tudo, éum bestseller do NewYork Timese foi traduzidopara 21 idiomas, incluindo o portugues.

A edição no 10º.  Aniversário, de sua obra clássica sobre criatividade e inovação, Out of OurMinds: aprender a ser criativo, teve a publicação em 2011, de seu último livro,  que é o seu sucesso atual: Encontrandoseu elemento: Como descobrir seus talentos e paixões e transformar sua vida, que foi publicado pela Viking em maio 2013.

Neste talk ele ensina como incentivar a criatividade, de um modo divertido e profundamente comovendo ele mostra como um sistema educacional pode estimular (em vez de minar) a criatividade dos estudantes.

Segundo ele três preocupações são comuns na educação: a primeira é economica, como eles trabalharão na economia do futuro, a segunda é cultural, como preservar nossa cultura na educação e a terceira é que devemos elevar os padrões, mas o sistema atual foi pensado para uma época diferente e isto está cansando os jovens pois foi pensado no iluminismo e na circunstância econômica da revolução industrial.

Ele critica a ideia do déficit de atenção (ADHD), que para ele é um modismo médico, o problema é que não estamos atentos a um período altamente criativo da humanidade.

Seu TED Talk já teve quase 4 milhões de acessos, mas colocamos um video com boa tradução no português.

 

Saiba como sucesso ou fracasso ocorrem

23 Set

Dra.DuckworthTEDs (Technology, Entertainment, Design) são palestras de no máximo 18 minutos que se tornaram sucesso no meio acadêmico, sendo hoje uma fundação sem fins lucrativos,  sendo a própria definição da organização como “ideias que merecem ser disseminadas” e são divulgadas pela internet com ferramentas de edição em diversas línguas.

Divulgaremos alguns destes TEDs que se tornaram “insanamente” populares pela novidade e criatividade das ideias expostas.

O primeiro deles é o da psicóloga Dra. Angela Lee Duckworth da Universidade de Pennsylvania, que estuda conceitos de auto-controle e as chaves para determinação do sucesso, tentando prever tanto sucesso acadêmico como profissional.

O TED da Dra. Duckworth está com mais de 5 milhões de acessos, e seus resultados não são apenas surpreendentes, mas atestam a sua capacidade e determinação de busca de resultados, que é justamente o método que procura aplicar em suas pesquisas.

Ela havia deixado uma consultoria para tornar-se professora de matemática de alunos do 7º período em escolas públicas em Nova Yorque e descobriu que não era o Q.I que determinava o sucesso dos alunos, mas uma força que ela chama de “determinação”.

 

Mapeando dados de Big Data

22 Set

SaudeBigDataUm novo departamento de pesquisa na prestigiosa San Diego State University (SDSU) chamado Centro de Convergência e Informação Estratégica foi fundado, para permitir mapear dados de uma forma parecida que parecida aos dados geográficos, a notícia está no site da SDSU.

O conceito por trás da nova pesquisa é que mapas de números não precisam ser necessariamente geográficos, e não por acaso o centro é um convênio do professor do departamento de Geografia Akshay Pottathil, como um grupo de aficcionados por Tecnologia da Informação.

Estes podem mapear desde ideias ou opiniões até informações de transito, dados estratégicos como população, saúde e outros dados de planejamento urbano.

Três conceitos são delineados nestes mapas, a ideia que dados não são estruturados (ou semiestruturados como são chamados no Big Data), visualizar os dados mais rapidamente e o uso estratégico destes dados (foto na saúde, por exemplo).

Pottathil refere-se a estes como “textos não estruturados e outros artefatos de conhecimento”, em linguagem mais simples significa que os dados não estão bem formatados, e veem de uma ampla gama de fontes: artigos de periódicos, artigos de jornais, transcrições de entrevistas, capítulos de livros, blogs, etc e é muito dificil tratá-los nos modos tradicionais de análise de dados para relacionar um do outro.
A segunda questão, afirma Pottathil, está na capacidade de olhar para um desses mapas e muito rapidamente chegar a um entendimento amplo dos temas relacionados com a sua área de interesse, por exemplo, para colaborar em um novo campo, por exemplo, você pode olhar para um mapa idéia para se familiarizar rapidamente com as questões e ver rapidamente um punhado de artigos específicos para este interesse.

Por último, as agências governamentais e grupos de interesse público estão também intrigado com as possibilidades apresentadas por esta tecnologia, já na inauguração do CICS, em agosto, o deputado Scott Peters elogiou a capacidade do centro de utilizar grandes quantidades de dados para lidar com questões sociais.

 

Novos e-readers e tablets Amazon

19 Set

Com imagens vazadas do Voyage no dia anterior, em sites da Amazon do Japão e da Alemanha, a Amazon anunciouNovoKindle ontem o seu novo Kindle de 300 ppi (pixels per inch), com espaço de 4GB em disco e peso de 188 gramas.

Os novos modelos são o e-reader Fire HD X com tela de 8.9 polegadas e o Kindle Voyage com tela de 6 polegadas, mas o Fire Phone está encalhando, com apenas 35 mil unidades vendidas até o presente momento.

O e-readers Voyage tem duas versões com Wi-Fi (vendido nos EUA por US$ 199) e a versão 3G e Wi-Fi (U$ 269), que prometem aquecer a disputa de mercado.

Os tablets ainda não tem previsão de chegarem ao mercado, mas o e-readers já estão em pré-venda no site Americano da Amazon, no Brasil ainda não há previsão.

O uso de tela de toque e uma nova opção de virada de página, com um sensor embaixo do painel ou virar suavemente como se fosse uma página nos cantos do painel.

Uma nova característica que pode atrair muitas pessoas é o recurso de quem está aprende4ndo inglês como segunda língua, há um aplicativo chamado Word Wise, com definições simples de palavras difíceis quando você está lendo um texto e aparece, por exemplo, a palavra riotous (desenfreada), clicando acima da palavra aparece “muito excitante” para a frase .

Os e-readers já estão na pré-venda no site americano da Amazon e devem ser enviados aos clientes em outubro, mas sem previsão para o Brasil.

 

Sites com ebooks disponíveis

18 Set

Alguns sites legais que permitem a leitura gratuita de e-books permitem que você passe para a SitesEbooksmodalidade digital, além das vantagens de menor peso e portabilidade, a modalidade digital é diferente do papel porque permitem mais facilidade de marcações, recortes e muitos trazem uma iteratividade que o livro de papel não permite.

Os formatos mais comuns são PDF e ePub, mas já começa a se tornar realidade os livros em html5, que é importante perceber que isto não significa ausência de direitos autorais.

O site mais antigo, que existe antes mesmo da internet (feito por Michael Hart é da década de 70), é o Project Gutenberg, que tem também livros em português de Portugal, e está dividido em categorias como: Infantil e Juvenil, Romance, Política e Sociedade, História, Poesia, etc. Tem algo em torno de 45 mil e-books em seu acervo.

O segundo site interessante é o Open Library, é um site em inglês que reúnes obras de diversos autores de todo mundo, em diversas línguas, e afirma ter mais de 3 milhões de obras digitalizadas em formatos diferentes, em português possui livros de economia, história, entre outros.

O eBooks Brasil tem como proposta ser uma “biblioteca virtual” totalmente independente, inclusive sem fins lucrativos, vivendo de doações e os termos de uso do site afirma que o usuário pode baixar e se quiser até mesmo imprimir o conteúdo disponibilizado, sendo apenas vetado o uso comercial do acervo.

O portal Domínio Público é um site ligado ao governo federal que possui conteúdos em diversas modalidades do digital, tis como textos, imagens e vídeos completos para download, aparecendo obras clássicas como Machado de Assis, Dante Alighieri, Fernando Pessoa e outros.

O sistema de bibliotecas da USP, SIBi também possui um site de obras raras, com acervo de livros da instituição, os produtos estão em português e outras línguas, podendo aparecer autores independentes e materiais que foram criados por pessoas da própria universidade, sendo o site são mais de 1.500 obras de diversos autores.

 

Mais de 5 milhões de senhas roubadas

17 Set

Senhas nos e-mails Yandex, Mail.ru, Gmail, Yahoo, Hotmail, foram hackeadas, e tiveram nomesGmailHacked de usuário e senhas revelados em um fórum russo de Bitcoin, o btsec.com.

As senhas foram coletadas através do site russo Yandex e do Google, ao longe dos últimos anos, e as contas foram sendo invadidas e armazenadas as senhas, segundo informou a emissora norte-americana CBS.

Como foram coletadas em diferentes meses e até anos, é possível que estejam desatualizadas, mas devemos tomar o cuidado de modificar as senhas de tempos em tempos, mas um usuário presente no fórum identificado como tvskit, disse que fez um teste de verificação em massa e 60% das senhas estavam funcionando.

O Google e o Yandex informaram que não foram verificadas invasões em seus sites, sendo provável que as senhas foram roubadas individualmente e há o site isleaked onde você pode colocar seu e-mail e verificar se sua conta foi invadida, mas preventivamente mude a sua senha.

Um vazamento já havia acontecido dias antes com os sites Mail.ru e Yandex, os dois serviços mais populares na Rússia, que teriam vazado 4,66 e 1,26 milhões de contas, respectivamente.

Na época, as companhias disseram que a esmagadora maioria das contas listadas eram: obsoletas, suspensas por comportamento suspeito ou inexistente.